quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Há uma ação deliberada para me silenciar, diz Marina Silva

Pré-candidata à presidência, missionária tenta se afastar da imagem de evangélica

por Jarbas Aragão

"Há uma ação deliberada para me silenciar"

Marina Silva integrou na juventude o Partido Revolucionário Comunista, ingressou no Partido dos Trabalhadores em 1986, por onde foi eleita vereadora, posteriormente senadora e ministra do Meio Ambiente nos dois governos de Lula.

Em 2009, Marina trocou o PT pelo PV, para se lançar candidata à Presidência da República pela primeira vez, em 2010. Na eleição seguinte concorreu pelo Partido Socialista do Brasil, na vaga de Eduardo Campos, morto em acidente de avião. Principal face do partido Rede Sustentabilidade, ela já aparece em algumas pesquisas como virtual pré-candidata ao cargo novamente em 2018.

Missionária da Assembleia de Deus, Marina tenta se afastar da imagem de evangélica, tendo mudado algumas de suas posturas antigas. O material da Rede que divulga seus “Princípios e Valores” deixa claro que trata-se de uma sigla identificada com os ideais de esquerda. Mesmo assim, ela tem a simpatia de parte do eleitorado evangélico.

Em 2014, Marina afirmou que apesar de sua fé, não usaria a religião para se eleger. “Há uma visão equivocada de que pelo fato de eu ser evangélica iria transformar os púlpitos das igrejas em palanques e os palanques em púlpitos”.

Com a onda de denúncias e prisões no Brasil em consequência da Lava-Jato, os brasileiros parecem esperar que no ano que vem haja uma mudança drástica no executivo e no legislativo.

Em um longo texto de sua autoria e reproduzida pela Folha de São Paulo, Marina reclama que sofre preconceito na política “por ser mulher e negra”. Também reclamou que vem sofrendo críticas por estar “sumida, calada ou omissa no debate dos problemas nacionais”.

A imagem de oportunista lhe incomoda, mas segundo ela isso é fruto de “uma ação deliberada de silenciar e ocultar, certamente porque grande parte das causas que defendo incomodam a alguns segmentos muito zelosos de seu suposto poder de controle e intimidação”.

Embora não cite nomes, deixa nas entrelinhas que está falando da grande mídia. A ex-senadora reclamou também da “produção e disseminação das chamadas fake news” que vem, propositalmente atingindo a ela e ao seu marido, que foi acusado de “fraudar contrabando de madeira”, embora a Procuradoria Geral da República tenha descartado “a denúncia da existência de qualquer fato delituoso que pudesse ser investigado”.

No texto-desabafo, ela não comenta os escândalos envolvendo o governo Lula, nem sua citação na delação premiada de Leo Pinheiro, da OAS.

Fonte:https://noticias.gospelprime.com.br

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Partido Comunista oferece ajuda mediante “conversão”

CHINA
“Conversão”, no caso, significa professar a fé no partido e não em uma religião


Moradores de vilarejos do sudeste da China foram informados por autoridades locais que não receberão ajuda se não professarem sua fé no Partido Comunista (PC) e em seu líder. Em março, oficiais do PC visitaram o município de Huangjinbu na província de Jiangxi e disseram que poderiam ajudar a resolver seus problemas materiais se eles se “convertessem” ao partido. Um terço da população desse município é cristã. Como resultado, 600 moradores aderiram ao PC e substituíram as imagens de Jesus Cristo por retratos do presidente chinês, Xi Jinping. 

Qi Yan, presidente da câmara popular do município e também responsável pelo fundo de ajuda, disse: “Muitas famílias sucumbiram à pobreza devido a doenças e muitos recorreram à fé em Jesus para serem curados. Mas tentamos dizer pra eles quer ficar doente é uma coisa física e que quem realmente pode ajudá-los é o PC e o presidente Xi”. Ele negou a afirmação de que só quem aderisse ao PC receberia ajuda. “Nós só pedimos que tirassem posters religiosos do centro das casa. Apenas exigimos que eles não se esqueçam da generosidade do PC bem no centro da sala de estar. Eles têm liberdade de crença, mas na mente deveriam acreditar no nosso partido”, afirma. 

Uma série de regulamentos aprovados em setembro deram ao presidente maior controle sobre a atividade religiosa no país. Em seu discurso no congresso do Partido Comunista em outubro, Xi Jinping reiterou a importância do nacionalismo chinês. Ele disse que as religiões na China devem ter orientação chinesa e que o governo deve dar clara orientação às religiões para que se adaptem à sociedade socialista. 

O cristianismo cresceu rapidamente na China e o número de cristãos (97 milhões) agora supera os 90 milhões de membros do PC. A Portas Abertas tem publicado casos de líderes cristãos desaparecidos, presos e torturados. A igreja na China cresce ao mesmo tempo em que enfrenta perseguição. Ore para que cresça cada vez mais e seja sempre fortalecida no Senhor.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Conheça os 10 líderes evangélicos mais influentes dos EUA

Pesquisa traz político como surpresa


por Jarbas Aragão
Resultado de imagem para billy graham franklin graham
Conheça os 10 líderes evangélicos mais influentes

O termo ‘evangélico’ é usado para descrever pessoas vindas de muitas denominações, mas todos eles têm em comum a crença na Bíblia como Palavra de Deus e a centralidade da fé em Jesus Cristo para a salvação.

Uma lista dos “100 evangélicos mais influentes do momento”, divulgada pelo site Christian Post, incluiu uma série de pastores, professores universitários, políticos, atletas e artistas. São homens e mulheres de todos as áreas da sociedade, cuja fé ajuda a dar forma às suas vidas e carreiras.

Conheça quem são os 10 mais influente, segundo a pesquisa.

Billy Graham

O evangelista Billy Graham já está aposentado das cruzadas, mas continua ativo pela internet. Ele fará 100 anos em novembro no ano que vem. Durante quase oito décadas de ministério ele construiu um dos maiores legados do meio evangélico.

Estima-se que Graham pregou o evangelho para quase 215 milhões de pessoas em todo o mundo e contabiliza mais de 3,2 milhões de decisões para Cristo em suas Cruzadas. Nunca teve seu nome envolvido em nenhum tipo de escândalo.

Franklin Graham

Franklin é filho de Billy Graham, e atualmente preside a Associação Evangelística que leva o nome do pai. Além de dar continuidade ao trabalho missionário da família, ele fez com que o Samaritan’s Purse, braço de ação social da Associação, pudesses fornecer alimento e água a pessoas carentes, sobretudo na África. Também ajudou a criar uma rede que atende vítimas de desastres naturais. Além do auxílio humanitário, ele também continua pregando o evangelho para milhões de pessoas ao redor do mundo.

Joel OsteenJoel Osteen

Pastor e autor de sucesso, ele lidera a maior igreja dos Estados Unidos, a Igreja Lakewood em Houston, Texas, com cerca de 45 mil membros. O foco de sua mensagem é incentivar as pessoas a acreditarem que Deus os abençoará de grandes maneiras, e por isso muitas vezes é criticado. Além de vender milhões de livros em várias línguas, as mensagens de Osteen são televisionadas para mais de 100 países.

Mike Huckabee

O ex-pastor batista, foi como governador do Arkansas por dois mandados e concorreu nas prévias para ser candidato presidencial em 2008 e 2016. Sua influência hoje em dia é mais política, mas ele continua pregando o evangelho em seu programa na Trinity Broadcasting Network, o maior canal de TV evangélico do mundo.

Pat Robertson

Mais conhecido como apresentador do programa de TV “Clube 700”, Robertson é presidente da Christian Broadcasting Network (CBN), que produz diversos programas evangelísticos, como o desenho “Superbook”.


Ele também fundou organizações que atuam no cuidado de famílias, como a International Family Entertainment e o American Center for Law and Justice, um ministério que luta juridicamente pela liberdade religiosa em várias partes do mundo. Apesar de algumas declarações polêmicas no passado, Robertson é uma voz importante para o conservadorismo. O site da CBN no Brasil é representado pelo portal Gospel Prime.

Rick Warren

Fundador e pastor principal da Saddleback, uma megaigreja na Califórnia. Ele ficou mundialmente famoso após o lançamento do livro “Uma Vida com Propósitos”, que vendeu mais de 32 milhões de cópias em diversas línguas. Ele também lidera uma rede de pastores do mundo todo, com foco na evangelização e ação social. No Brasil ele se chama Propósitos.

Jerry Falwell Jr.

Presidente da Universidade da Liberdade, uma das maiores instituições de ensino cristãs do mundo. Aliado de Donald Trump, Falwell Jr. é conhecido por investir milhões de dólares em projetos pró-Israel.

Joyce Meyer

Conhecida pregadora pentecostal e autora de vários best sellers cristãos, Meyer escreveu mais de 100 obras, disponíveis em dezenas de línguas. Em seu programa de TV – também exibido no Brasil – ela ensina as pessoas a viverem a vida cristã e a superarem seus problemas com a fé em Cristo.

Mike PenceMike Pence e Donald Trump

Ex-governador de Indiana e atual vice-presidente dos Estado Unidos. Ele foi escolhido por Donald Trump como companheiro de chapa em grande parte por sua postura conservadora. Abertamente pró-vida e pró-Israel, define muitas das suas posições políticas segundo o evangelho.

Mark Burnett e Roma Downey

Casados, Burnett e Downey são produtores de filmes e seriados com conteúdo bíblico, como a minissérie “A Bíblia” e o longa “O Filho de Deus”. Eles possuem a produtora Lightworkers Media e em breve deverão iniciar as filmagens de “Messias”, nova série da Netflix.

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Yudi Tamashiro se batiza em igreja e cita Bíblia: "Quem crer e for batizado será salvo"

O batismo de Yudi foi celebrado por muitos usuários das redes sociais nos comentários de sua publicação.

Yudi postou fotos de seu batismo nas redes sociais. (Imagens: Facebook)
Yudi postou fotos de seu batismo nas redes sociais. (Imagens: Facebook)
No último sábado (18), o jovem apresentador Yudi Tamashiro - conhecido por sua atuação à frente do programa infantil 'Bom dia & Cia' (SBT), anos atrás - surpreendeu em suas redes sociais, ao divulgar fotos de seu batismo.

A celebração do batismo aconteceu na Igreja Bola de Neve, em São Paulo.

Na legenda das fotos (tanto no Instagram, como no Facebook), o apresentador, que atualmente está com um programa aos sábados, na rede Record, não se prolongou muito e citou um trecho bíblico.

"Quem crer e for batizado será salvo", publicou o rapaz ao citar o trecho de Marcos 16:16.

O post do rapaz também foi compartilhado pelos perfis da Igreja Bola de Neve nas redes sociais.

Yudi também recebeu muitas mensagens de apoio pela internet, com usuários das mídias sociais afirmando que ele fez "a melhor decisão".

"Yudi, nesse momento você ganhou o JOGO DA VIDA ETERNA! Parabéns pela atitude!", comentou uma moça com bom humor.
"Melhor decisão da sua vida mano! Você não tem noção da festa que tá tendo no céu por mais essa etapa concluída da sua vida, que Deus continue te abençoando! #SegueFirme #NessaFé", disse outra jovem.

"Glórias a Deus. Mais um jovem para influenciar multidões para Cristo. Se sua carreira foi um sucesso muito mais será com Cristo. Parabéns, prossiga para o alvo", destacou outro usuário.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA UO

domingo, 19 de novembro de 2017

Vereador-pastor pede oração pela cidade e é tachado de “intolerante”

Ativistas não gostaram da postagem dele no Dia Nacional da Umbanda

por Jarbas Aragão

Vereador pede oração pela cidade e é tachado de "intolerante"

O vereador Roberto Conde Andrade (PRB), de Jundiaí, interior de São Paulo, está enfrentando uma onda de críticas após ter pedido orações pela cidade em uma postagem no Facebook.

Na última terça-feira (14), durante a sessão da Câmara municipal em homenagem ao Dia Nacional da Umbanda, ele postou fotos do evento e escreveu: “Povo de Deus, vamos orar por Jundiaí. Agora mesmo na Câmara Municipal vários pais e mães de Santo”.

As imagens divulgadas pelo vereador, que também é pastor da Igreja Universal do Reino de Deus mostram adeptos da religião da Umbanda, que geralmente vestem-se de branco, lotando o plenário durante a sessão.

Em questão de minutos, o post viralizou na cidade, e Andrade começou a receber várias críticas de internautas, que o chamavam de “intolerante”.

Um internauta escreveu: “Ele não é apenas uma pessoa que demonstrou esse tipo de pensamento ridículo. Ele é um representante que está lá dentro e foi votado pra estar lá, mas representa uma massa de intolerantes que compartilham dessa mesma ideia louca”.

Com a repercussão negativa, ele decidiu apagar a postagem. Posteriormente, disse que foi mal compreendido e que optou por deletar a publicação após receber ameaças. Destaca que não fez ofensas nem críticas, apenas pediu oração pela cidade.

“Não houve da minha parte nenhuma provocação, agressão ou intolerância religiosa na postagem que eu fiz. As pessoas na rede social entenderam mal e começaram a compartilhar essa ideia errada e outras pessoas foram aceitando. Só apaguei o post porque fui xingado de um monte de nome que eu não sou e ameaçaram a mim e a minha família”, lamenta.

Em entrevista ao G1, ressaltou que não entendeu a reação das pessoas. “Pedi que orassem por Jundiaí, não por eles, e depois só relatei o que estava acontecendo naquele momento, que estava cheio de pais e mães de santo no plenário.”

Para o vereador foi surpreendente ver o plenário lotado de adeptos da Umbanda, por isso resolveu publicar as fotos em seu perfil no Facebook. A intenção, insiste, era chamar a atenção da comunidade evangélica que não encheu o plenário da mesma forma durante uma recente homenagem à Reforma Protestante na Câmara de Vereadores de Jundiaí.

Garantiu ainda ter um bom relacionamento com Paulo Sérgio Martins (PPS), autor da proposta de homenagear o Dia da Umbanda na Câmara.

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

sábado, 18 de novembro de 2017

Com armas no púlpito, pastores americanos querem evitar atentados

Declarações geraram uma forte reação e ampla discussão teológica sobre o assunto.


por Jarbas Aragão

Resultado de imagem para person
Com armas no púlpito, pastores querem evitar atentados


Após o massacre na Primeira Igreja Batista em Sutherland Springs, no Texas, duas semanas atrás, um número crescente de pastores dizem estar se preparando para evitar que aconteça algo similar em suas igrejas.

Barry Young é o instrutor do “Treinamento de alerta e recepção de intrusos”, curso ministrado nos últimos dias para 80 pessoas da Igreja Batista de Prairie, em Scotts, Michigan. “O que aconteceu no Texas não é novidade, foi apenas algo maior do que o normal”, disse Young, vice-presidente da Strategos International, uma empresa de segurança que treina pessoas para lidarem com um intruso violento e armado. Seus maiores clientes são escolas, igrejas e instituições cristãs.

O Procurador-Geral do Texas, Ken Paxton, disse em rede nacional de televisão que as igrejas “precisam de pessoas armadas, seja um segurança profissional ou alguns fiéis que possam responder quando algo assim for acontecer de novo”.

Pelas leis atuais, igrejas devem ser “gun free zones”, ou seja, seus frequentadores não deveriam entrar armados. No dia seguinte, o pastor Robert Jeffress, líder de um megaigreja com 10 mil membros em Dallas, disse que no templo onde ele prega nenhum atirador teria coragem de entrar, pois sabe que os fiéis ali andam armados.

Essas declarações geraram uma forte reação e ampla discussão teológica sobre o assunto.

A empresa de Young relata que já treinou mais de 20.000 líderes de igrejas desde 2007. Mas, após o tiroteio na igreja do Texas, sua agenda encheu tão rápido que já está totalmente lotada para 2018.

O treinamento oferecido pela Strategos curiosamente une detalhes sobre as mortes por tiroteios em igrejas, estatísticas alarmantes sobre violência urbana e versículos da Bíblia que falam sobre guerra e o direito de defesa.

“Eu queria que fosse 1950… mas é 2017, e a igreja deve mudar”, disse Young diante dos alunos da Igreja Batista de Prairie. “Quantas pessoas ainda têm que morrer antes que a igreja mude?”. A maioria permanece em silêncio.

O pastor John Woullard, líder da congregação, disse que já tinha marcado o treinamento antes, mas após as notícias sobre a igreja do Texas ficou convencido que era Deus lhe mostrando o que devia fazer.

Todo domingo, cerca de 200 entram no templo para o culto. A igreja teve uma equipe de segurança durante três anos, depois que Woullard foi a um treinamento semelhante. “Meus olhos foram abertos para o que está acontecendo no mundo e como nunca sabemos o que está acontecendo em nosso prédio durante um culto.”

“A Bíblia nos diz para remir o tempo por que os dias são maus. Precisamos ser diligentes e entender os tempos em que vivemos”, enfatiza Woullard. Ele lembra ainda que no livro de Neemias, há um relato que as pessoas tinham uma ferramenta de trabalho em uma mão e uma espada na outra enquanto reconstruíam o muro de Jerusalém.

Ao mesmo tempo, diversos pastores estão vindo a público dizer que passarão a subir no púlpito armados. Larry Allen, da Igreja Batista Nova Vida, em Albuquerque, Novo México, declarou: “Nossa oração nessas horas é glória a Deus e me passe munição”.

Além das reuniões de oração, ele agora lidera aulas de defesa pessoal e ensina os membros a atirarem. Ele tem uma justificativa: “Nosso pensamento agora não é ‘se’ vai acontecer conosco, mas ‘quando’ vai”. Com informações de Christian Headlines

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Surfista deixa campeonatos para se tornar pastor: “Senti o chamado de Deus”

O surfista John McCarthy deixou sua carreira para ser pastor de uma comunidade no oeste da Irlanda.

O surfista John McCarthy deixou sua carreira para ser pastor. (Foto: Reprodução)
O surfista John McCarthy deixou sua carreira para ser pastor. (Foto: Reprodução)
surfista John McCarthy, um dos pioneiros do esporte na Irlanda, deixou sua carreira para encarar uma nova jornada: ser pastor de uma comunidade no oeste do país.

Ele se entregou a Jesus Cristo no mesmo ano em que ganhou uma medalha de bronze no Campeonato Europeu de Surf, em 2006. “Eu estava na Austrália na época. Eu comprei um livro sobre as religiões do mundo, li sobre Jesus e comprei uma Bíblia. Então, eu comecei a me abrir para a ideia de que talvez Deus fosse a resposta”, disse ele.

No final de um campeonato em Sligo, na Irlanda, John conheceu o pastor Steve Boal, que tinha um ministério voltado para surfistas. “John estava com fome de aprender a realidade de Jesus”, lembra Boal.

Depois de participar de uma conferência de surfistas cristãos em 2005 ao lado de Boal, John retornou para o evento em 2006 e foi impactado pelo Evangelho. “Eu realmente senti o chamado de Deus em minha alma”, conta o atleta.

O surfista John McCarthy deixou sua carreira para ser pastor. (Foto: Reprodução)
“Eu não podia ver fisicamente, mas, em minha mente, Jesus Cristo estava na cruz, seu sangue estava caindo e uma gota do sangue Dele caiu sobre a minha mão”, relata. “Eu sabia que era culpado, que Jesus foi para a cruz não apenas pelos pecados do mundo, mas pelos meus pecados”.

Naquele instante, John passou a cumprir a missão de se dedicar a Deus. Hoje, aos 42 anos, ele é pastor na igreja North Clare Community e atua como missionários em lugares improváveis, como festivais realizados em seu país.

“Eu não quero religião. Quero um relacionamento com Deus”, John destaca. “Deus nos deu dons não apenas para nos desenvolver, mas para fazer tudo para Sua glória. Devemos usá-los como uma oportunidade para compartilhar as boas novas de Jesus”.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE IRISH EXAMINER

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Prefeito de São Paulo veta isenção de tributos para templos e igrejas


João Doria, prefeito da cidade de São PauloJoão Doria, prefeito da cidade de São Paulo
O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), sancionou nesta quarta-feira, 15, o projeto de lei de autoria do Executivo que institui a cobrança de impostos para serviços de streaming, como Netflix e Spotify, aprovado pela Câmara Municipal no último dia 1.º de novembro.

O PL 555/15, agora Lei 16.575/17, previa garantir isenção de qualquer taxa para templos religiosos na cidade. Era uma emenda proposta pelo vereador Eduardo Tuma (PSDB), vice-presidente da Câmara e aliado do prefeito, que tem nas igrejas evangélicas uma de suas bases eleitorais.

João Doria vetou a proposta, com o argumento de que o artigo que tratava do tema ser inconstitucional. “A imunidade dos templos de qualquer culto, prevista no § 4º do artigo 150 da Constituição Federal, refere-se tão somente à cobrança de impostos e não dos tributos em geral”, diz a justificativa para o veto, publicada no Diário Oficial da Cidade.

O prefeito acrescentou ainda que a emenda “não especifica a taxa que visa isentar”, está “em desacordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, a Lei de Diretrizes Orçamentárias e a Lei Orçamentária Anual” e “viola o princípio da isonomia, acarretando tratamento diferenciado” às igrejas.

“Foi uma emenda articulada pela frente cristã em defesa da família e visava o não embaraçamento quanto ao funcionamento dos templos de qualquer culto e a concretização da justiça com as entidades que ajudam a construir a sociedade paulistana, fazendo em muitas ocasiões o papel que seria do Estado”, afirmou Tuma, ao comentar o veto.

“O veto é decisão do chefe do Executivo e um novo texto nesse sentido será elaborado e apresentado. Espero sensibilizar o Prefeito na próxima oportunidade”, completou o parlamentar.

Aprovado em definitivo, na Câmara Municipal de São Paulo, na terça-feira, 31 de outubro, o Projeto de Lei (PL) 555/2015 recebeu uma emenda que concedia isenção para as igrejas de todas taxas cobradas pela Prefeitura, como a taxa para emissão de alvarás e a taxa de fiscalização de estabelecimentos.

A isenção de taxas às igrejas, que já são isentas dos impostos como o IPTU, foi uma exigência da bancada evangélica para votar a favor do pacote tributário de Doria.

Fonte: Exame e Câmara Municipal de São Paulo

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Ex-mulher de atirador do Texas diz que ele tinha demônios

Motivo do ataque nunca foi revelado


por Jarbas Aragão
Em entrevista à TV norte-americana Tessa Brennaman, a ex-mulher de Devin Patrick Kelley – o atirador que matou 26 pessoas na igreja do Texas, fez diversas declarações fortes.

Ela revelou que vivia com medo do ex-marido, pois ele visivelmente tinha “muitos demônios”. Brennaman, 25 anos, disse ainda que ele demonstrava ter “muito ódio”. Em 2012, Kelley, então um soldado da Força Aérea americana, foi denunciado pela esposa à polícia por tê-la agredido e fraturado o crânio do filho.

A ex-mulher do atirador desabafou, contando que viveu um casamento repleto de abusos onde foi, inclusive, ameaçada de morte. Certa vez, após ela receber uma multa por excesso de velocidade, Devin puxou a arma que sempre carregava consigo e a colocou na cabeça de Tessa.

Após a denúncia dela, ele foi a julgamento e passou um ano em uma prisão militar.

O casamento durou apenas um ano. Quando ele saiu da cadeia, já estavam divorciados. Os registros do exército mostram que ele ameaçou Tessa e os familiares dela com armas de fogo em pelo menos quatro ocasiões.

O motivo pelo qual o atirador entrou na Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs nunca foi totalmente esclarecido, uma vez que ele morreu. A polícia acredita que ele se matou.

No último domingo, o pastor da igreja, Frank Pomeroy, visivelmente emocionado afirmou que perdoa Devin Kelley. Entre as suas vítimas estava Annabelle, a filha do pastor, de apenas 14 anos.

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Dedé Santana conta que Mussum se entregou a Jesus no leito de morte; assista

Em um bate-papo com o pastor Mauricio Fragale, o humorista Dedé Santana falou sobre seu testemunho e a conversão de um grande amigo.

Resultado de imagem para dede santana


"Eu não fui como Paulo, um perseguidor [da Igreja], mas era um 'debochador". A confissão foi feita pelo humorista Manfried Sant'Anna em uma entrevista com o pastor Maurício Fragale. O conhecido Dedé Santana, dos Trapalhões compartilhou momentos impactantes de sua vida, seu testemunho e como ele influenciou outras pessoas a se entregarem a Jesus, como ocorreu com seu falecido amigo, Antônio Carlos, o Mussum.

Dedé conta que sua conversão não ocorreu em um piscar de olhos. Foram precisos muitos sinais, fatos realmente sobrenaturais para que ele firmasse sua fé em Cristo.

"Eu debochava de crente... as coisas foram acontecendo devagar comigo", contou.

O humorista conta que hoje olha para sua história e percebe os momentos em que Jesus usou pessoas para falar com ele.

"A primeira coisa que aconteceu comigo e foi impressionante, foi que eu estava fazendo show com os trapalhões lá em Cabo Frio. A gente ia de ônibus, todo mundo... nós ficamos lá uma semana e no penúltimo dia eu falei: 'Vou de carro, porque eu quero voltar antes'. Se eu ficasse até o fim, teria que esperar todo mundo se decidir e eu tinha pressa de voltar", explicou.

"Quando eu cheguei em Niterói, parei no semáforo ou sinal (cada um dá um nome) e bateram no meu vidro, eu tomei um susto. Era uma senhora com um cabelo comprido, segurando [o que parecia ser] uma agenda na mão. Ela batia no vidro e queria falar comigo. A gente fica meio preocupado, mas eu abri e ela falou: 'este é presente para você", acrescentou.

O que ele acreditava ser uma agenda, na verdade era uma Bíblia. Um presente precioso, que uma mulher desconhecida havia preparado para ele.

"Eu peguei aquela agenda e quando eu voltei do show, pensei: 'engraçado, eu nunca tinha visto uma agenda com fecho eclair [zíper]. E quando eu abri o fecho eclair para ver a agenda, não era uma agenda, era uma Bíblia e a coisa que me impressionou muito: a dedicatória foi toda feita para mim, com o meu nome. Eu achei aquilo uma coisa muito impressionante, mas ainda não levei aquilo muito a sério", contou.

Posteriormente, Dedé foi acompanhar a inauguração da Praça dos Trapalhões, em Angola. Cerca de 60 mil pessoas esperavam o grupo de humoristas brasileiros no aeroporto. Mas um fato específico chamou sua atenção.

"Tinha uma única pessoa de terno, com uma gravata vermelha e uma Bíblia na mão. O pessoal se empurrava, ele caía e continuava falando: 'irmão Dedé, Deus falou comigo, você precisa acreditar em mim, Jesus quer salvar você'. Eu entrei no ônibus e falei: 'Mussum, aqui também tem aqueles malucos que falam: 'Jesus te ama", relatou.

Dedé conta que se entregou a Jesus oito anos depois daquela viagem a Angola e quando ele foi para a igreja pela primeira vez, Deus tinha preparado um encontro especial para aquele dia.

"Oito anos depois, eu me converti e fui pra Assembleia de Deus Madureira. Eu fui de terno, imagina no Rio, 40 graus. [...] Eu entrei na igreja e fiquei lá atrás... sabe como é artista, vai acompanhando... O pessoal levantava, eu também levantava, o pessoal levantava a mão e eu levantava a mão", disse.

"No final do culto, o pastor da igreja, Manoel Ferreira disse: 'Temos um novo convertido, queria pedir que ele viesse aqui'. Eu nunca tremi tanto na minha vida", contou. "Eu cheguei ali na beiradinha e o pastor disse: 'pode subir, Dedé' e eu nervoso, mas acabei subindo. Sabe como é a Assembleia de Deus... ficam uns 80 pastores lá atrás [risos]. No meio daqueles 80, tinha um único com a gravata vermelha, que gritou: 'irmão Dedé, não falei que Jesus ia salvar você? Oito anos depois, era o mesmo cara que estava em Angola".


A salvação de Mussum


Falando sobre seu reencontro com Renato Aragão (Didi), após sua conversão, Dedé Santana falou sobre os outros integrantes dos Trapalhões, que já haviam falecido, como Mussum e Zacaria e afirmou que o bem humorado sambista da Mangueira se entregou a Jesus antes de morrer.

"Graças a Deus o Mussum morreu salvo. Ele aceitou a Jesus já no leito [de morte]. Eu levei uma Bíblia para ele. Pouca gente sabe disso. Ele reconheceu: 'Jesus é maravilhoso, Dedé' e um dia depois ele faleceu", contou.

Clique no vídeo acima para assistir à entrevista completa.

FONTE: GUIAME

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Ex-mulher de atirador de igreja no Texas diz que "ele tinha demônios dentro dele"

Tessa Brennaman falou que seu ex-marido, Devin Kelley, já havia feito ameaças de morte contra ela e foi condenado por agressão doméstica.

Devin Kelley é o responsável pelo tiroteio que matou mais de 25 e deixou dezenas de feridos. (Foto: NBC News)
Devin Kelley é o responsável pelo tiroteio que matou mais de 25 e deixou dezenas de feridos. (Foto: NBC News)
A ex-esposa de Devin Kelley, o homem responsável pelo massacre em uma igreja do Texas há pouco mais de uma semana, disse que seu ex-marido tinha "muitos demônios dentro dele" e já havia ameaçado matar toda a família, anteriormente.

"Ele tinha muito demônios e muito ódio dentro dele", disse Tessa Brennaman de, 25 anos, ao programa "Inside Edition", falando sobre Kelley, que matou 25 pessoas, incluindo crianças e idosos, na Primeira Igreja Batista em Sutherland Springs, no início deste mês.

Durante seu depoimento para o programa, Tessa se lembrou de um dia no qual ele a ameaçou: "Ele tinha uma arma no coldre, então ele pegou a arma e colocou na minha testa e me disse: 'Você quer morrer? Você quer morrer?".

O casal finalmente se divorciou em 2012 e, em 2013, Kelley se declarou culpado de tentar enforcar sua esposa, além de puxá-la pelos cabelos e agredí-la com chutes. Ele também se declarou culpado de golpear a cabeça e o corpo de seu filho, quebrando o crânio da criança. Posteriormente o homem foi condenado a um ano em uma prisão militar. Mais tarde, ele foi expulso das Forças Armadas por ter sido acusado de má conduta.

Na semana passada, a Força Aérea dos EUA admitiu que não havia notificado as autoridades federais sobre a condenação, o que significaria que Kelley não teria autorização para comprar o rifle Ruger AR-556 e duas armas de mão que ele usou no tiroteio.

Jessika Edwards, ex-sargento da Força Aérea, que disse que trabalhou com Kelley na Base Aérea Holloman no Novo México, disse à CNN que Kelley muitas vezes "se colocou problemas".

"Era problema atrás de problema", disse a militar. "Ele fazia 'piadas' sobre querer matar alguém", disse ela.

O tiroteio, que além das 25 mortes, deixou outros 20 feridos, resultou de uma briga doméstica envolvendo Kelly e sua sogra, que congregava na igreja, mas não estava presente no dia da tragédia.

Pouco antes do tiroteio, Kelley participou de um evento na igreja agindo estranhamente e vestido de preto, alertando alguns membros sobre algum tipo de "perigo".

Judy Green, uma das mulheres que integram a membresia da igreja, disse que ele estava "completamente distante e fora de consciência".

"Ele nem sequer piscava - ele apenas olhava tudo", disse ela. "Havia algo de errado naquilo tudo. Eu estava pensando nisso, e isso foi o que me assustou".

Vários líderes evangélicos condenaram o tiroteio como "satânico", incluindo o fundador da organização cristã "Focus on the Family", Dr. James Dobson.

"Shirley e eu estamos com o coração partido pelo horrível tiroteio que houve na igreja", disse ele. "As palavras não podem expressar a tristeza que sentimos pelos moradores desta pequena comunidade do Texas que foi destruída por um ato verdadeiramente hediondo e sem sentido. Tragicamente, como um pastor disse quando entrevistado, este foi um ato demoníaco de assassinato".

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GOSPEL HERALD

domingo, 12 de novembro de 2017

Jesus Cristo me perdoou! diz assassino de John Lennon

Por
 Amigo De Cristo

Jesus Cristo me perdoou! diz assassino de John Lennon
Jesus Cristo me perdoou! diz assassino de John Lennon
Mark David Chapman, que cumpre prisão perpétua por assassinar John Lennon, em uma carta escrita há 25 anos, declara ter se encontrado com Jesus Cristo, e que sente o perdão de seus pecados, a carta foi vendida recentemente a um colecionador privado.

Na carta, endereçada a um amigo chamado Michael, Chapman diz ter sido perdoado por Jesus. “É por este motivo que ele escolheu morrer, derramar seu sangue para que nossos pecados – até mesmo os meus – possam ser perdoados. É por isto que ele veio. Eu queria que você também soubesse que você pode realmente conhecer e sentir o Salvador que ele é de fato. Doze anos atrás eu atirei e matei o superstar John Lennon, que fez parte dos Beatles. Existe um livro que explica minhas motivações para este crime hediondo, mas deixe-me dizer aqui que foi algo horrível que nunca esqueci”, diz a carta.

Depois Mark tenta convencer Michael que ele também pode encontrar Jesus: “Ele é tudo. Encontrei Jesus depois de muitos anos aqui no Attica (em Nova Iorque, onde ele estava preso). Através disto eu fiquei sabendo que ele sente muito por mim – e por você. Jesus é alguém que eu gostaria de escrever para você hoje, pois ele não é apenas um personagem de uma história, mas sim uma pessoa real e viva que eu conheci”.

A carta foi vendida por uma empresa especializada em memorabilia de criminosos famosos, pertencente a Eric Holler, que disse ter obtido a carta diretamente da pessoa para quem Mark escreveu. “Vendeu cerca de uma hora depois de ser oferecida no site. Adoraria conseguir mais ítens de Chapman, eles vendem muito bem”.

Fonte: http://www.verdadegospel.com

sábado, 11 de novembro de 2017

Justiça censura vídeo de Marco Feliciano com críticas à Globo

Deputado poderá ter de pagar 200 mil reais de multa caso não exclua vídeo

por Jarbas Aragão

Justiça censura vídeo de Marco Feliciano com críticas à Globo


O deputado Marco Feliciano está sendo novamente perseguido pela rede Globo. Por causa de seu vídeo onde denuncia os “cursos para bandidos” promovidos pela emissora em sua programação, foi aberto um processo contra ele.

A certa altura do vídeo ele cita uma frase do cantor Cazuza, que resumiria a situação do país. Utilizando do argumento que isso viola direitos autorais, a mãe de Cazuza acionou Feliciano na justiça, obrigando-o a apagar o vídeo. Caso não cumpra a determinação da justiça do Rio de Janeiro, ele terá de pagar 200 mil reais de multa.

Como a música “O Tempo não para” foi lançada quando o cantor tinha contrato com a Som Livre, gravadora do grupo Globo, Feliciano acredita que a emissora está usando a mãe do cantor para atingi-lo.

Após lembrar que o material produzido por ele foi amplamente divulgado nas redes sociais, tendo alcançado mais de 7 milhões de visualizações, o parlamentar disparou: “Vamos dar o troco nesses cerceadores da liberdade”.

Convocou ainda seus seguidores nas redes sociais a lhe ajudarem na divulgação de uma nova versão do vídeo. Ele explicou que repostará, mas agora numa versão editada, sem a frase que originou a interpelação judicial.

“Eu não entendo, a justiça diz que colocar uma criança em frente de quadros que mostram pedofilia e zoofilia é arte… e não pode ser censurado. Eu citar a frase de um artista brasileiro isso é crime e pode ser censurado”, lamentou.

Ressaltando que possui imunidade parlamentar de fala, direito garantido pela Constituição, Feliciano disse que a estratégia da Globo é separar o cidadão do político neste processo. A decisão dele foi então repostar o vídeo, retirando a frase que teria gerado o processo.

Mostrando indignação com o ocorrido, pediu que as pessoas que o seguem possam compartilhar e ajudar a divulgação do novo vídeo. “Lutar contra a mídia, lutar contra os atores, lutar contra os progressistas não é nada fácil, mas eu não tenho medo”, avisou.

O pastor disse ainda que o trabalho que realiza no Congresso é “muito sério”, mas que conta com o respaldo de seus eleitores, da igreja evangélica e até de católicos e espíritas que entendem sua proposta.

“Não posso parar, não tenho medo, foi para isso que Deus me chamou”, encerrou, “Pela família sempre! A nossa bandeira nunca será vermelha”.

Assista:

https://noticias.gospelprime.com.br/

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Estado Islâmico é expulso de sua última base na Síria

Foi preciso apenas de um dia para derrotar o grupo terrorista e expulsá-lo de Abu Camal.

O exército sírio retomou partes das terras dominadas pelo Estado Islâmico. (Foto: Reprodução).
O exército sírio retomou partes das terras dominadas pelo Estado Islâmico. (Foto: Reprodução).
Na última quinta-feira (9), foi declarada a vitória do exército sírio sobre o Estado Islâmico. Finalmente foi retomada a última cidade sob o domínio jihadista. Segundo o exército do presidente sírio Bashar al-Assad, “as unidades das nossas Forças Armadas, em cooperação com as forças aliadas, libertaram a cidade de Abu Camal”.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos confirmou a informação em um comunicado. “A libertação da cidade é muito importante porque sinaliza o colapso geral do projeto da organização terrorista Daesh na região”, relatou no informativo do comando-geral.

Recentemente a agência Reuters informou que o exército sírio, juntamente com o libanês Hezbollah e outras milícias xiitas, com apoio de Irã e Rússia, retomou partes das terras dominadas pelo Estado Islâmico. A cidade de Abu Camal, no rio Eufrates, está localizada no leste sírio e faz fronteira com o Iraque.

Captura da cidade

Na batalha que foi travada na última quarta-feira (8), as forças do Hezbollah entraram no Iraque e as Forças de Mobilização Popular iraquianas cruzaram para a Síria para ajudar a capturar a cidade. Já a ex-capital do Estado Islâmico, Raqqa, foi retomada pelas forças sírias em outubro como resultado de quatro meses de luta.

Na ocasião, analistas destacaram que era o fim simbólico do califado. A ONU estima que mais de 400 mil sírios morreram. Milhões se viram obrigados a abandonar suas casas e o país, inclusive cristãos que são um dos alvos do grupo terrorista. Desde o início do atual conflito na Síria, cerca de 40% dos cristãos deixaram o país.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO PORTAS ABERTAS

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

'Ele quis testar se Deus é Deus', diz pastor sobre homem que tentou esfaqueá-lo

Segundo o pastor, o rapaz ficou irritado após ouvir cantarem uma música no louvor que diz: ‘se Deus fizer é Deus e se não fizer, continua sendo Deus’.

Culto em que o pastor sofreu a tentativa de esfaqueamento foi transmitido ao vivo. (Imagem: Facebook)
Culto em que o pastor sofreu a tentativa de esfaqueamento foi transmitido ao vivo. (Imagem: Facebook)
Após sofrer uma tentativa de esfaqueamento enquanto pregava em sua igreja, o pastor Gétero Augusto de Campos contou que realmente achou que iria morrer naquele momento compartilhou em depoimento ao G1, quais razões o jovem teria alegado para agir de forma tão agressiva na hora do culto.

Segundo Gétero, o rapaz que o atacou teria se irritado com a letra de uma música que tocou no momento do louvor e decidiu esfaquear o pastor para "testar se Deus é Deus".

“Depois que os membros da igreja conseguiram detê-lo e a polícia o levou para a delegacia, ele disse que ouviu o louvor que canta que ‘se Deus fizer é Deus e se não fizer, continua sendo Deus’ e ficou irritado porque a mãe dele continua cega. Então, ele alegou que resolveu me esfaquear para ver se Deus era Deus mesmo e quis testar. A ação dele assustou todo mundo. Foi só gritaria. Pânico total”, disse o pastor.

O caso ocorreu no último domingo (5), na igreja "O Brasil para Cristo", em Tatuí (SP). O momento foi acompanhando ao vivo nas redes sociais, porque a página da igreja no Facebook transmitia o culto.

Nas imagens é possível ver o momento no qual o jovem sobe a escada lateral do púlpito e puxa uma faca da cintura para atacar o pastor. Muitos fiéis gritaram e alertaram o pastor, que se virou a tempo de desviar do ataque.

Andando para trás, Gétero repetia várias vezes: "O sangue de Jesus tem poder". Logo após isso, diáconos da igreja subiram ao palco e conseguiram conter o agressor.

"Na hora que ouvi a gritaria e virei, vi ele puxando algo da cintura. Eu pensei que fosse um revólver e fiquei com medo de morrer, sim. Foi então que os diáconos correram e eu comecei a clamar pelo sangue de Jesus. Aí o homem foi amolecendo e o braço dele foi caindo, até que conseguiram detê-lo", disse o pastor.

Clique abaixo para ver o vídeo:
Contexto
Segundo Gétero o jovem que tentou atacá-lo já é conhecido dele e de outros fiéis, pois mora ao lado da igreja. 

"Conheço ele desde pequeno. Ele mora vizinho da igreja. Em 17 anos que sou pastor, essa foi a primeira vez que aconteceu isso comigo. Meu pai era pastor e já vi gente entrando na igreja e xingando, mas de invadir púlpito e com faca, não. Foi um susto muito grande para todos", contou.


O pastor também disse que apesar do susto, o culto continuou, após o rapaz ser contido pelos diáconos. Ele também destacou que a ocorrência teve até certa relação com a pregação da noite.

“Claro que assustou muita gente. A igreja ficou em pânico. Minha mulher ficou assustada e meu filho correu pra tentar conter o homem. Mas depois do que aconteceu, preguei a palavra que, por coincidência, era sobre como a igreja deve ficar preparada para qualquer situação, já que vivemos em um mundo em que tudo pode acontecer”, explicou.

Após a conclusão do culto, um termo circunstanciado de lesão corporal tentada foi assinado, e o rapaz foi liberado em seguida. O caso ainda será investigado pela Polícia Civil.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO G1

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Cristão é preso injustamente e morre antes de provar sua inocência, no Paquistão

Mukhtar foi preso depois que uma carta com 'blasfêmias' foi encontrada na porta de uma mesquita local.

As leis de blasfêmia do Paquistão estão inseridas nas Seções 295 e 298 do Código Penal do país. (Foto: Reprodução).
As leis de blasfêmia do Paquistão estão inseridas nas Seções 295 e 298 do Código Penal do país. (Foto: Reprodução).
Um cristão de 70 anos no Paquistão, que foi falsamente acusado de "blasfêmia" morreu. Sua família agora se encontra vulnerável aos ataques, pois agora está mais difícil de provar sua inocência. Mukhtar Masih faleceu na última quinta-feira (2) no hospital Bagh Christian em Mansehra, na província de Khyber Pakhtunkhwa.

Ele foi levado ao hospital depois que se queixou de uma dor no abdômen, de acordo com a Associação Cristã Paquistanesa Britânica (BPCA), que também informou que ele morreu de sangramento gastrointestinal, conforme o relatório da autópsia.

"Estávamos extremamente confiantes de que Mukhtar seria exonerado e que sua reputação voltaria a ficar como era antes", disse Mehwish Bhatti, oficial principal da BPCA no Paquistão. "Sua família expressou grande desapontamento pelo fato de Mukhtar Masih ter morrido com acusações de blasfêmia”, salientou.

“Estamos desafiando nossos deputados locais (membros do parlamento) a pedir uma exoneração póstuma para um homem que não cometeu nenhum crime. A única ofensa de Mukhtar foi a dor que ele aparentemente causou aos muçulmanos por aderir à fé cristã", explicou.

Entenda o caso

Mukhtar foi preso em janeiro depois que uma carta contendo mensagens “com blasfêmias” foi encontrada na porta de uma mesquita local na vila de Lambanwali, perto de Gujranwala, na província de Punjab. Mukhtar pediu inocência e pediu que o escrito na carta fosse examinado, mas a polícia se recusou a ouvir. No entanto, um tribunal liberou Mukhtar sob fiança em maio.

"A liberação de Mukhtar Masih sob fiança nesta fase inicial é um sinal muito positivo", afirmou o presidente da BPCA, Wilson Chowdhry. "A concessão de fiança sugere que o tribunal acredite que há esperança para um apelo bem-sucedido".

Chowdhry acrescentou: "O governo recentemente perdoou uma mulher muçulmana de 20 anos de acusações de terrorismo, depois de um protesto público por sua libertação, apesar de ser pega tentando explodir uma igreja cristã no domingo de Páscoa. Não há como explicar a insatisfação do regime atual, que apenas cimenta percepções de que os cristãos são anátema no Paquistão".

As leis de blasfêmia do Paquistão estão inseridas nas Seções 295 e 298 do Código Penal do país. As leis carregam a pena de morte sem provisão para punir um falso acusador ou uma falsa testemunha de blasfêmia. As alegações de blasfêmia geralmente decorrem do desejo do acusador muçulmano de se vingar e resolver disputas pequenas e pessoais, de acordo com grupos cristãos que trabalham no país.

Fonte:https://guiame.com.br

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Pastor se pronuncia após tiroteio em igreja: "Eu não entendo, mas Deus sabe de tudo"

Frank Pomeroy afirmou que as pessoas precisam se apoiar em Deus e não em seu próprio entendimento.

Pasor Frank Pomeroy (esquerda) e sua esposa Sherri. (Foto: Houston Chronicle)
Pasor Frank Pomeroy (esquerda) e sua esposa Sherri. (Foto: Houston Chronicle)
Na manhã da última segunda-feira (6), o pastor Frank Pomeroy e sua esposa, Sherri falaram pela primeira vez à mídia, após o tiroteio em massa ocorrido em sua igreja, no domingo anterior.

O massacre deixou 26 morto e pelo menos 20 feridos, após Devin Patrick Kelley, de 26 anos, entrar atirando na igreja Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, no Texas.

Ao receber o espaço pra se pronunciar, o pastor fez um breve comentário e explicou que sua esposa escreveu um texto de gratidão a todos os que têm apoiado a sua família, bem como outras famílias que perderam parentes no ataque.

Frank e Shelli perderam sua filha no tiroteio. A jovem Anabelle tinha apenas 14 anos e foi descrita por sua mãe como uma garota que "amava seus irmãos da igreja".

Confira na íntegra, o texto de Sherri, logo abaixo:

"Eu quero agradecer a todos vocês por derramarem seu amor sobre nossa família, de famílias, amigos e até mesmo de pessoas que nem conhecíamos.

Eu especialmente gostaria de agradecer especialmente à American Airlines, que cuidou de mim, na viagem da Flórida e meu 'anjo de voo', Chris, onde quer que você esteja.

A mídia tem nos bombardeado com muitas perguntas e pedidos para que compartilhemos, comentemos e apareçamos para celebrar a vida de Anabelle. De qualquer forma, por mais que esta tragédia tenha se abatido sobre nossa família, não queremos sobrepor isso à dor pelas outras vidas perdidas ontem [domingo].

Nós perdemos mais que Belle ontem e uma coisa que me dá uma fibra de encorajamento é o fato de que Belle foi cercada ontem pela sua família da igreja, a qual ela amava muito e vice versa.

Nossa igreja não é formada apenas de membros ou congregantes. Nós somos uma família muito próxima. Nós comemos juntos, rimos juntos, choramos juntos e adoramos juntos. Agora, grande parte de nossa família da igreja se foi. Nosso templo provavelmente precisará de mais que reparos. E os poucos de nós que restamos, sentimos uma perda trágica ontem.

Assim como esta tragédia foi sem sentido, nossa Belle não conseguiria lidar com a perda de tantos irmãos ontem. Por favor não se esqueçam de Sutherland Springs. Obrigado".


Cristo sendo exaltado sempre


Ao final da leitura do texto, Frank ainda respondeu brevemente a algumas perguntas de repórteres presentes na coletiva de imprensa e falou sobre os sentimentos de sua família e possíveis respostas a esta tragédia.

"Exaltemos o nome Dele em Cristo, porque tudo está em Cristo", disse Pomeroy, que é pastor há 15 anos. "Cristo é o único que será exaltado e é isso o que estou dizendo a todos".

"Seja o que for que a vida lhe traz, se apoie no Senhor em vez de seu próprio entendimento. Eu mesmo não entendo, mas sei que Deus sabe de tudo e é aí que vou deixar isso", disse ele aos repórteres.

Fonte: https://guiame.com.br/