sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Pastores levam mensagem de consolo na Arena Condá em noite de homenagem

“Deus vai limpar de seus olhos toda a lágrima, porque Ele é bom”, disse o pastor Bartolomeu, líder da Igreja Batista Central de Chapecó — na qual o zagueiro Neto, um dos sobreviventes, faz parte.

Torcedores da Chapecoense prestam homenagem na Arena Condá. (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Torcedores da Chapecoense prestam homenagem na Arena Condá. (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Na noite em que a Chapecoense disputaria a final da Copa Sul-Americana, torcedores do time catarinense e do Atlético Nacional (Colômbia) homenagearam as vítimas da tragédia com o aviãoque a delegação brasileira até Medellín.

Milhares de torcedores ocuparam nesta quarta-feira (30) a Arena Condá, em Chapecó para homenagear as vítimas do desastre aéreo. O tributo reuniu jogadores do clube, familiares, moradores da cidade e jornalistas de todo mundo. Ao mesmo tempo, em Medellín, colombianos lotaram o Estádio Atanasio Girardot para uma celebração.

O momento em que os nomes e fotos das vítimas do acidente foram exibidos no telão foi de grande comoção. Os gritos de "é campeão", que já foram escutados na terça-feira, voltaram a ecoar na Arena Condá.

Por volta de 22h20, os pastores Claudir, Bartolomeu e o padre Igor levaram uma mensagem de conforto para o público presente, com todos os familiares das vítimas no gramado. Todos estavam muito emocionados e abalados com a tragédia.

Familiares de jogadores da Chapecoense se emocionam na Arena Condá. (Foto: Andre Penner/AP)
O pastor Bartolomeu, líder da Igreja Batista Central de Chapecó — na qual o zagueiro Neto, um dos sobreviventes, faz parte — reforçou a importância de ter esperança. “O que mais nós precisamos é de esperança. Não qualquer esperança, não uma mera esperança, mas a esperança que está em Deus”, disse ele.

“A esperança que não falha, a esperança que dá força para caminharmos mesmo com o vento soprando de maneira contrária. Às famílias que estão aqui: Deus vai consolar o coração de vocês, Deus vai limpar de seus olhos toda a lágrima, porque Ele é bom”, acrescentou o pastor.

Bartolomeu citou ainda um trecho do hino da Chapecoense, que diz “nas alegrias e nas horas mais difíceis, meu furacão, tu és sempre um vencedor”. “A Bíblia diz que em Cristo nós somos mais do que vencedores. Nós passaremos por essa turbulência e louvaremos o nome do Senhor para todo sempre”, finalizou o pastor.




Torcedores da Chapecoense acompanham cerimônia na Arena Condá. (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
O padre Igor, que é conhecido por sua intensa torcida pelo time da cidade, também expressou palavras de consolo. “A minha oração é que o Espírito Santo venha confortar o coração dos familiares”, disse ele. “Um Deus que nós servimos, um Deus que é fiel, que por mais que eu e você possamos estar abalados, ainda está no controle”.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE GLOBO ESPORTE

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

"Congresso Nacional vai corrigir equívoco do STF sobre aborto", diz Roberto de Lucena

Para o deputado federal Roberto de Lucena (PV - SP), mais uma vez o STF invadiu uma competência que não é dele: a de legislar.

Roberto de Lucena. (Foto: Leonardo Prado - Assessoria de Imprensa )
Roberto de Lucena. (Foto: Leonardo Prado - Assessoria de Imprensa )
O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP), membro da Bancada Evangélica, está confiante de que o Congresso Nacional vai reverter a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o aborto.

“Não tenho dúvida de que vamos corrigir este equívoco cometido pelo STF nesta comissão especial que será instalada pelo presidente Rodrigo Maia, que acolheu nosso apelo”, afirma o parlamentar, lembrando que todas as propostas de legalização do aborto já apresentadas na Casa foram rejeitadas.

Para Lucena, mais uma vez o STF invadiu uma competência que não é dele: a de legislar.
“Não é razoável que três juízes, que não receberam votos, que não representam o povo, decidam sobre um tema polêmico, complexo e que divide a sociedade brasileira, mas não divide em partes iguais, pois a parte maior é a que é rejeita o aborto e defende a vida”, afirma o parlamentar paulista.

comissão especial irá analisar uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que trata sobre licença-maternidade no caso de bebês prematuros, mas a criminalização do aborto a qualquer tempo da gestação deverá ser incluída na pauta. A criação da comissão foi uma retaliação da Câmara à decisão da maioria da Primeira Turma do Supremo, que considerou que a interrupção da gravidez até o terceiro mês de gestação não configura crime.

A decisão do colegiado revogou, ontem (29), a prisão preventiva de cinco médicos e funcionários de uma clínica clandestina de aborto no Rio de Janeiro. Apesar de valer apenas para o caso específico, a decisão abre um precedente na mais alta Corte do país para a descriminalização do aborto, evitando que mulheres ou médicos que realizam o ato sejam presos.

O artigo 124 do Código Penal prevê prisão de um a três anos para quem aborta de propósito. Só há três casos em que o aborto provocado é legal: quando não há meio de salvar a vida da mãe, quando a gravidez resulta de estupro e quando o feto é anencéfalo.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 8,7 milhões de brasileiras com idade entre 18 e 49 anos já fizeram ao menos um aborto na vida. Destes, 1,1 milhão de abortos foram provocados.

FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

“Israel vai cair dentro de dez anos”, ameaça comandante do exército iraniano

Esta não é a primeira ameaça iraniana à Israel. No ano passado, o líder supremo do Irã disse que seu governo tem o direito divino de aniquilar Israel.

O general de brigada Mohammad Reza Naqdi afirmou que Israel será destruído nos próximos dez anos. (Foto: Arja Fajari/Isna)
O general de brigada Mohammad Reza Naqdi afirmou que Israel será destruído nos próximos dez anos. (Foto: Arja Fajari/Isna)
Um comandante do exército iraniano afirmou que Israel será destruído em algum momento nos próximos dez anos, como resultado das novas revoluções islâmicas na região.

O general de brigada Mohammad Reza Naqdi fez essa declaração na última semana a um grupo de estudantes próximo a Teerã, capital do Irã.

Ele afirmou ainda que sua nação conseguiu expulsar os Estados Unidos do Irã, repelir Saddam Hussein e forçar a retirada americana do Líbano.

"Levo em conta estes resultados. A libertação da Palestina pela Revolução Islâmica não é improvável”, disse Naqdi, segundo informações da Fars — agência de notícias semi-oficial do Irã.

No início do mês, o general Naqdi previu que os Estados Unidos durariam por mais 20 anos e seu colapso foi acelerado com a eleição do presidente Donald Trump.

"De acordo com a análise feita pelos bastidores e decisores do estabelecimento nos Estados Unidos, a América entrará em colapso em 2035. Eu acho que é uma análise otimista, isso vai acontecer muito mais cedo", disse o general.

Investidas
No ano passado, um representante oficial de Ali Khamenei, líder supremo do Irã, afirmou que seu governo tem o direito divino de aniquilar Israel. "O governo da República Islâmica do Irã tem permissão divina para destruir Israel", disse Mojtaba Zolnour.

Ele acrescentou que a permissão é dada pelo "nobre Alcorão", e alegou que "mesmo se o Irã desistir de seu programa nuclear, a determinação deste país para destruir Israel não vai enfraquecer."

Em maio deste ano, o Irã testou com sucesso um míssil balístico de médio alcance. "Testamos um míssil com alcance de 2 mil quilômetros e margem de erro de oito metros há duas semanas. Uma margem de erro de oito metros significa total precisão", disse o general Ali Abdollahi em uma conferência científica em Teerã.

acordo nuclear, assinado no ano passado entre as potências mundiais e o Irã, não proíbe completamente os testes de mísseis balísticos, mas indica que eles não são "consistentes" com a resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas, de acordo com autoridades americanas.
"O Irã é chamado a não realizar nenhuma atividade relacionada a mísseis balísticos capazes de levar armas nucleares, incluindo lançamentos que utilizam a tecnologia de mísseis balísticos" até outubro de 2023, de acordo com o Conselho de Segurança da ONU.

Isso não impediu o Irã realizar uma série de testes com mísseis balísticos desde que o acordo nuclear foi adotado, em outubro de 2015.

O último lançamento foi realizado em março, quando o Irã testou dois mísseis balísticos contendo a frase "Israel deve ser varrido da Terra", escrita em hebraico. De acordo com um comandante do país, o teste foi feito para mostrar que Israel está dentro do alcance dos mísseis iranianos.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE ISRAEL TODAY


terça-feira, 29 de novembro de 2016

Missionárias sobrevivem milagrosamente a ataque terrorista: "Jesus protegeu nossas vidas"

Seis missionárias estavam numa casa que foi atingida por bombas e devastadas pelas chamas. Mesmo com ferimentos, todas sobreviveram.

Vizinhos ​​com armas de fogo vieram para ajudar as missionárias, forçando os atacantes a fugirem. (Foto: Reprodução).
Vizinhos ​​com armas de fogo vieram para ajudar as missionárias, forçando os atacantes a fugirem. (Foto: Reprodução).
Uma unidade residencial que serve como moradia para mulheres que trabalham na organização “Bibles for Mideast” (Bíblias para o Oriente Médio, em tradução livre), um ministério que distribui bíblias na região, foi atacada no dia 18 de novembro por militantes islâmicos. Eles atiraram bombas, provocando um grande incêndio e ferindo gravemente duas mulheres.

Seis mulheres estavam dentro da instalação, no momento do ataque. Elas faziam parte do grupo em uma missão de evangelização no Oriente Médio, de acordo com o site do projeto. Dentre as duas mulheres feridas estava a ex-muçulmana Ramza, que anteriormente já teve seu testemunho noticiado pelo Portal Guiame. Ela foi morta pelo próprio pai, mas foi ressuscitada por Jesus Cristo.

As mulheres estavam dormindo quando as bombas foram arremessadas dentro da casa, as incendiando. As mulheres gritaram e tentaram sair da residência, mas algo muito pior do que o fogo as cumprimentou na porta: a visão de vários homens com armas de fogo, logo na entrada.

"Quando saímos, eles dispararam contra nós, então fomos forçadas a voltar para dentro da casa. Naquela altura, duas de nós já estávamos no chão com graves queimaduras", lembrou Saleeha, uma das sobreviventes.

Vizinhos ​​com armas de fogo vieram para ajudar as missionárias, forçando os atacantes a fugirem, de acordo com Saleeha. "Havia de cinco a sete militantes que vieram para nos matar. Vieram de motos, mas nosso Senhor Jesus Cristo protegeu nossas vidas", disse ela.

"Cristo é nosso poderoso Salvador e Senhor", afirmou Ramza. "Ele é poderoso para nos manter seguras. Se vivemos ou morremos, nós pertencemos a Ele", ressaltou. As duas mulheres que ficaram gravemente feridas foram levadas para um hospital, enquanto as outras estão procurando outra casa para ficar.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Em caixa d'água, 39 presos são batizados no maior presídio do Rio Grande do Norte


O culto especial foi realizado por pastores da Assembleia de Deus, que há anos fazem visitas ao local.

Com ajuda de pastores, presos são batizados numa caixa d'água. (Foto: Andréa Tavares/G1)
Com ajuda de pastores, presos são batizados numa caixa d'água. (Foto: Andréa Tavares/G1)
Trinta e nove presidiários foram batizados na manhã desta sexta-feira (25) na Penitenciária Estadual de Alcaçuz — a maior do Rio Grande do Norte. Localizado em Nísia Floresta, na Grande Natal, o presídio abriga atualmente 1.140 detentos.

O culto especial foi realizado pelos pastores da Assembleia de Deus, que fazem visitas ao local há anos. Detentos que foram nomeados pastores dentro do presídio realizam cultos diariamente no local e conduzem o processo de evangelização, que dura em torno de seis meses.

"Estamos fazendo o que o Senhor nos mandou, levando a palavra de amor, misericórdia, perdão e principalmente ressocialização, mostrando para os internos que existe um Deus que os ama e que pode reescrever as suas histórias", relata o pastor Hilton Andrade, que conduziu a cerimônia na penitenciária.
Para os detentos, o batismo é um momento de fé e renovação. (Foto: Andréa Tavares/G1) 
Dentre os batizados estão homens que cometeram diversos delitos, mas desejam viver uma vida diferente. "Encontraram a fé", destaca um ex-detento que agora representa a igreja no presídio.
Um pouco antes do batismo ser concretizado, o pastor Hilton Andrade falou sobre o significado do batismo e comentou sobre o que é nascer de novo. "O Evangelho proporciona a mudança no coração e no comportamento destes homens”, afirmou.

Detentos já batizados e outros observadores lotaram o pátio em frente ao pavilhão 1 de Alcaçuz. Em meio aos louvores durante a celebração, muitos choraram. "O ato do batismo simboliza que a pessoa passa a fazer parte do corpo de Cristo. Quando alguém é batizado, ele deixa o homem velho e se torna uma pessoa renovada", explicou o pastor.

“Agora eles têm uma nova família, que é a igreja, que os abraça, numa sociedade onde sofrem preconceito”, ressalta Hilton, que também enfatizou os bons resultados com os participantes do projeto. "A grande maioria muda de vida sim, percebemos que Deus toca o coração deles".
Emocionados, presos entoam louvores durante a cerimônia. (Foto: Andréa Tavares/G1)

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE G1

domingo, 27 de novembro de 2016

China está retirando órgãos de prisioneiros cristãos ainda vivos, denunciam médicos

Às vezes os prisioneiros chegam a ser mortos para que seus órgãos possam ser retirados. Em outros momentos, seus órgãos são extraídos enquanto eles ainda estão vivos, de acordo com o relatório.

Médicos chineses foram denunciados por envolvimento na coleta forçada de órgãos. (Imagem: Youtube)
Médicos chineses foram denunciados por envolvimento na coleta forçada de órgãos. (Imagem: Youtube)
Um relatório preocupante afirma que a China continua a retirar órgãos dos chamados "prisioneiros de consciência" em larga escala.

Grande parte destes "procedimentos são feitos em pessoas que foram presas por contrariar o Partido Comunista, como por exemplo, cristãos. As informações foram divulgadas em um relatório da 'News Corp Australia'.

Às vezes os prisioneiros chegam a ser mortos para que seus órgãos possam ser retirados. Em outros momentos, seus órgãos são extraídos enquanto eles ainda estão vivos, de acordo com o relatório.

Outro relatório divulgado em junho diz que entre 60 mil e 100 mil transplantes de órgãos estão sendo feitos em hospitais chineses a cada ano. A quantidade parece ser questionável, já que as autoridades alegam que apenas 10 mil transplantes de órgãos são feitos anualmente.

"O número total de transplantes que os funcionários atribuem ao país como um todo, dez mil por ano, é facilmente ultrapassado por apenas alguns hospitais. Seja qual for o número total, ele deve ser substancialmente maior que os números oficiais", disse o relatório.

O relatório também afirma que o transplante de órgãos na China tornou-se um negócio lucrativo. Ele cita o desenvolvimento de novos hospitais ou novas clínicas de transplante, sugerindo que há uma garantia de um bom 'banco de órgãos'.

Há também muitos médicos qualificados para realizar transplantes de órgãos, indicando uma demanda para a habilidade. Além disso, esses profissionais estão constantemente sendo treinados.
"O transplante de órgãos na China significa dinheiro, muita coisa", diz o relatório.

Denúncia
Um grupo chamado 'Médicos Contra a Colheita de Órgãos Forçados' ('DAFOH') está conduzindo pesquisas sobre tais coletas de órgãos forçadas em 'prisioneiros de consciência'. A organização diz que a China é "o único lugar onde a coleta sistemática sistemática de órgãos continua a ocorrer em massa e tudo isso sancionado pelo Estado".

Uma das razões para isso é que não há legislação que proíba a prática. Pelo contrário, uma velha lei abre o caminho para coletar órgãos de prisioneiros executados.

"Na verdade, ainda existe uma 'Disposição de 1984', que permite que os presos executados sejam usados ​​como doadores - em violação direta à todas as diretrizes internacionais", disse a porta-voz do DAFOH, Sophia Bryskine, de acordo com a NewsCorp Austrália.

Ela disse que o sistema legal da China é "corrupto".

"A China ainda não confirmou que os prisioneiros de consciência foram executados somente para a retirada de seus órgãos. Eles apenas disseram que pararam com os procedimentos sobre os prisioneiros executados que tinham sentenças de morte", disse Bryskine, acrescentando que a pressão internacional é necessária para pôr fim à coleta forçada de órgãos, sancionada pelo Estado.
O ex-legislador canadense David Kilgour e o advogado de direitos humanos David Matas - co-autores do relatório - foram ao Parlamento Australiano na última segunda-feira (21), para pedir aos legisladores que intervenham na prática chinesa.

Kilgour e Matas disseram ao Parlamento que detêm provas de que há cerca de 60 mil a 100 mil transplantes de órgãos sendo realizados na China a cada ano. Eles disseram que a maioria das vítimas, além dos praticantes da doutrina Falun Gong, são cristãos, budistas tibetanos e uigures muçulmanos. O assassinato dessas pessoas permite que a demanda por transplantes seja atendida.
Em uma conferência de imprensa em junho, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, negou os relatos sobre a coleta forçada de órgãos.

"Quanto ao testemunho e ao relatório publicado, quero dizer que essas histórias sobre a coleta forçada de órgãos na China são imaginárias e sem fundamento - elas não têm qualquer base factual", disse ela.

A China, segundo ela, impõe "leis e regulamentos estritos sobre esta questão".

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GOSPEL HERALD

sábado, 26 de novembro de 2016

Neymar diz que sua fé em Jesus causa “inveja e mau-olhado”

Promotoria da Espanha pediu dois anos de prisão para o jogador

por Jarbas Aragão




O jogador Neymar fez um desabafo nas redes sociais nesta quinta-feira. No dia seguinte ao pedido de prisão feito contra ele pela Promotoria da Espanha, o atacante postou nas redes sociais uma foto sua com a medalha de ouro conquistada nas Olimpíadas e a faixa que diz “100% Jesus”. Para ele, seus problemas são por causa da maneira como demonstra sua fé.


“Eu sempre soube que levantar teu nome (de Jesus) causaria controvérsia, discórdia, inveja, mal olhado e todas as coisas ruins, porque tu, o Senhor, é o Deus que me ilumina e me conduz pelo teu caminho”, escreveu no Instagram.

Citando indiretamente a Bíblia, referiu-se ao processo judicial que ele e seus pais respondem.

“Sabemos nós que todas as lutas são contra os principados e potestades, mas juntos, como FAMÍLIA, venceremos mais uma e saberemos que virão mais, mas nós estamos preparados…nós temos Jesus”, encerrou. A mensagem já foi curtida mais de 700 mil vezes.

Além de pedir dois anos de prisão ao jogador por crimes de corrupção e fraude na sua contratação pelo Barcelona, foi aplicada uma multa de 10 milhões de euros (cerca de R$ 35 mi). Seu pai, que também se chama Neymar, foi igualmente condenado a uma pena de dois anos, enquanto a mãe Nadine, ficaria reclusa por um ano.

O ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell teria de cumprir cinco anos. O processo ainda não foi encerrado, por isso ninguém foi preso.

O processo vem se arrastando desde que o brasileiro foi vendido do Santos ao Barcelona em 2013. O fundo brasileiro DIS, dono de 40% dos direitos federativos do jogador, alega que não recebeu sua parte e que os valores anunciados oficialmente não revelam o que realmente foi pago. A empresa pediu como ressarcimento 38 milhões de euros, além de cinco anos de prisão ao jogador. Com informações Veja


Fonte: noticias.gospelprime.com.br

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Atleta cristão supera problemas de saúde e se torna recordista olímpico: "Jesus fez isso"

Wayde van Niekerk nasceu prematuro, pesando pouco mais de 1Kg, mas hoje é considerado o sucessor de Usain Bolt nas pistas e dedica cada conquista a Deus.

Wayde van Niekerk é o atual recordista mundial dos 400m. (Foto: Reuters)
Wayde van Niekerk é o atual recordista mundial dos 400m. (Foto: Reuters)
Ele pesava pouco mais de 1 Kg quando nasceu e sua mãe pensou que ele não iria sobreviver, mas Wayde van Niekerk cresceu e sua saúde vai muito bem, tanto que se tornou um atleta bateu o recorde de 400 metros nos Jogos Olímpicos do RJ.

O sul-africano de 24 anos assustou os juízes da prova de atletismo, quando ele venceu o norte-americano Lashawn Merritt e o então campeão olímpico Kirani James no Rio para conquistar a medalha de ouro.

"A única coisa que posso fazer agora é louvar a Deus", disse Van Niekerk ao 'Gateway News'. "Eu pedi ao Senhor para me levar para a corrida e me sinto realmente abençoado e grato por esta oportunidade".

Imediatamente, o velocista postou uma foto no Twitter com ele mesmo de joelhos na pista, com a mensagem escrita: "Jesus fez isso".

Estampado em seus sapatos de corrida estão as palavras: "Jesus, eu sou todo seu. Use-me".
Especialistas especularam que van Niekerk fosse ganhar destaque nas pistas de todo o mundo com a aposentadoria iminente de Usain Bolt - considerado atualmente o homem mais veloz do mundo.
Van Niekerk quebrou um recorde que permaneceu intacto por 17 anos. Ele registrou um tempo de 43,03 segundos, superando o recorde da lenda Michael Johnson, em quase meio segundo.

Van Niekerk conquistou o atletismo internacional em março de 2016, quando se tornou o primeiro homem na história a vencer a marca de 10 segundos nos 100m, a marca de 20 segundos nos 200m e os 44 segundos nos 400m, de acordo com A Associação Internacional de Federações de Atletismo.
Van Niekerk foi o medalhista de prata nos 400 metros nos Jogos da 'Commonwealth', em 2014 e tomou bronze no revezamento 4 × 400 metros do 'Summer Universiade' ou Jogos Mundiais Universitários de 2013. Ele também representou a África do Sul no Campeonato Mundial de Atletismo de 2015, quando ganhou a medalha de ouro nos 400 metros, de acordo com a 'Assist News'.
É difícil imaginar que um dia este velocista brilhante foi um bebê prematuro, que teve que lutar bravamente por sua vida, mesmo sendo tão novo, no Hospital Groote Schuur, na Cidade do Cabo. Nascido com apenas 29 semanas de gestação (pouco mais de 7 meses), ele pesava pouco mais de 1 Kg.

"Havia dias em que ela [mãe] não tinha certeza se eu iria chegar vivo ao dia seguinte, para você ver o quão frágil era minha saúde", disse Van Niekerk. "Conforme minha mãe me contou, ter um bebê prematuro foi aparentemente uma jornada muito difícil e emocionante".

Em maio deste ano, o velocista doou 45.000 dólares para o hospital que cuidou dele na época em que nasceu.

Atualmente tendo o status de celebridade na África do Sul, van Neikerk usa todas as oportunidades para destacar que toda a glória deve ser dada a Deus.

"Eu me lancei para a linha de chegada e logo depois me ajoelhei e agradeci a Deus. Em seguida, agradeci à minha família por seu apoio", contou.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GOD REPORTS

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Pastor diz que sírios "têm sede de saber mais de Deus", apesar da guerra

Apesar da forte guerra, muitos sírios estão sedentos por conhecer a Deus. Com a colaboração de igrejas pelo mundo, o ministério Portas Abertas distribuiu mais de 12 mil Bíblias.

Os membros da igreja irão visitar campos de refugiados com presentes. (Foto: Reuters).
Os membros da igreja irão visitar campos de refugiados com presentes. (Foto: Reuters).
Quase seis anos depois que a guerra civil estourou na Síria, muitas pessoas ainda estão conhecendo a Cristo e indo para a igreja pela primeira vez, pedindo suas próprias Bíblias. Quem informa é um pastor do país. Ele afirmou que em Tartus, na costa síria, "as pessoas têm sede de saber mais de Deus".

Através de parceiros da igreja pelo mundo todo, o ministério Portas Abertas distribuiu cerca de 12.300 Bíblias, 1.600 Bíblias de estudo e 6.800 Bíblias infantis na Síria, de janeiro a setembro deste ano. Também deu 73.792 novos testamentos.

Alguns destinatários já eram cristãos, que fugiram de suas casas com apenas as roupas do corpo, mas outras pessoas que ainda nunca tinham ido a uma igreja também receberam as doações.

Um Natal diferente
O Pastor B (nome não revelado por motivo de segurança) decidiu não decorar sua igreja para o Natal, como um sinal de respeito àqueles que estão sofrendo na guerra prolongada. "Por causa da guerra, não há decoração na igreja, não há luzes, não há árvore de Natal. Há dor em cada pessoa, até mesmo os nossos vizinhos. Há dor e muito sofrimento. Vamos respeitar seus sentimentos e pausar as celebrações", disse ele.

Em vez disso, os membros da igreja irão visitar campos de refugiados com presentes e farão uma apresentação de natal para as crianças. "Conversamos com essas crianças sobre como Jesus nasceu em um estábulo e como Ele fugia de uma área para outra, assim como os refugiados. E como Deus protegeu Jesus da mesma maneira que os protege agora", explicou.

"Quando damos os presentes que são trazidos de outras crianças para eles, isso faz com que eles se alegrem juntamente com suas famílias. Eles aprendem que o verdadeiro significado do Natal é ajudar aqueles que estão em necessidade. Nossos filhos têm roupas, mas há crianças que não têm o que vestir. Nossos filhos têm comida e sapatos, mas existem crianças que não têm comida nem sapatos”, ressaltou.

"Comemoramos o Natal agora reunindo nossos membros da igreja e trazendo coisas para dar às crianças que não têm nada, é uma coisa linda no Natal", pontuou.

Desde o início da guerra civil em 2011, cerca de 11 milhões de sírios, metade da população total, fugiram de suas casas. Cerca de 4,8 milhões se refugiaram em países vizinhos, como o Líbano e a Jordânia, ou ainda mais longe. Os restantes foram deslocados internamente. Pelo menos 13,5 milhões de pessoas precisam de ajuda na própria Síria e mais de 400 mil pessoas foram mortas desde o início do conflito, incluindo mais de 12 mil crianças.

A igreja do Pastor B apoia 2 mil famílias a cada mês com dinheiro para aluguel, suprimentos de comida e roupas.

Em toda a Síria, o ministério Portas Abertas tem fornecido apoio, salva-vidas, suprimentos, cuidados de trauma e micro-empréstimos para 12 mil famílias, a cada mês. Em Homs, Damasco e Maaloula, o ministério também está ajudando a reconstruir as casas de famílias que puderam voltar para casa.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Dez mil marcham em apoio a governador cristão acusado de blasfêmia, na Indonésia

O governador foi acusado de blasfêmia depois que um vídeo onde ele aparece criticando o Alcorão foi publicado na internet. No entanto, um professor confessou recentemente que as imagens foram editadas.

Ahok, que não foi preso, mas proibido de deixar a Indonésia, deve ser reeleito em fevereiro de 2017. (Foto: Tigapilar News).
Ahok, que não foi preso, mas proibido de deixar a Indonésia, deve ser reeleito em fevereiro de 2017. (Foto: Tigapilar News).
Milhares de pessoas marcharam em protesto, na Indonésia, depois que a polícia disse que iria investigar uma queixa de blasfêmia contra o governador cristão de Jacarta, capital do país. Basuki Tjahaja Purnama, mais conhecido como Ahok, é um cristão chinês que foi acusado de blasfemar contra os muçulmanos.

Mais de 10 mil manifestantes foram às ruas para pedir tolerância contra a exigência dos muçulmanos extremistas, que por sua vez, pedem que o governador seja processado por blasfêmia. A imprensa em Jacarta informou que o chefe da polícia, Tito Karnavian, considerou ser uma decisão longa e difícil.
A Indonésia é um Estado laico, mas tem o maior número de muçulmanos que qualquer outro país do mundo, mais de 200 milhões. Quase todos são sunitas. A blasfêmia é considerada uma ofensa criminal e dezenas de pessoas foram condenadas na última década. Além disso, alguns enviados para a prisão pegaram pena de até cinco anos.

Os muçulmanos de linha extremista, na Indonésia, denunciaram Ahok pela primeira vez no dia 6 de outubro, por suposta blasfêmia. "A polícia está preparando um arquivo para o promotor e a corte", disse Karnavian.

E já houve forte movimento. Em um protesto no início deste mês, mais de 100 mil muçulmanos saíram às ruas, levando a morte de uma pessoa e dezenas de feridos. Ahok, que não foi preso, mas proibido de deixar a Indonésia, deve ser reeleito em fevereiro de 2017.

Ahok é um reformador social que reprimiu a corrupção e pronunciou um discurso em setembro, quando acusou seus rivais de usarem o Alcorão para enganar os eleitores. Este discurso foi publicado na internet, mas suas palavras foram editadas para fazer parecer que ele estava diretamente criticando o livro sagrado islâmico. A Frente de Defensores Islâmicos, um grupo de linha extremista que faz campanha pela lei da Sharia, exigiu sua prisão.

Ahok disse aos jornalistas: "Eu aceito o status de suspeito e acredito no profissionalismo da polícia. Este não é apenas um caso sobre mim, mas sobre a determinação da direção que este país está entrando".

Johan Budi, porta-voz do presidente, Joko Widodo, disse que a decisão policial deve ser respeitada. Ele disse: "Desde o início, o presidente disse que não iria intervir".

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

domingo, 20 de novembro de 2016

Implantação forçada de chip em humanos pode ser proibida no Brasil

O Projeto de Lei 6489/16 é de autoria do deputado Roberto de Lucena (PV - SP) e visa garantir que os cidadãos brasileiros não serão obrigados a implantar chips em seus corpos.


Imagem sugere como seria a possível implantação de chip na pele humana. (Foto: EI Confidencial)
Imagem sugere como seria a possível implantação de chip na pele humana. (Foto: EI Confidencial)

Polêmicas em torno de boatos sobre um suposto "tratado entre o Governo Federal e a ONU para implantar chip ou outros tipos de dispositivos em cidadãos brasileiros" ganharam as mídias sociais durante as últimas semanas. Após a Bancada Evangélica esclarecer que não há nenhum tipo de tratado ou mesmo qualquer pauta com tal proposta, o deputado federal e pastor Roberto de Lucena (PV - SP) achou por bem se antecipar e apresentou na última quarta-feira (16), um Projeto de Lei que proíbe a implantação de compulsória de chip em humanos.

O Projeto de Lei 6489/16 pretende vedar a possibilidade de uma implantação compulsória dos chips nos cidadãos brasileiros. Mesmo que tal procedimento seja adotado em caráter facultativo, a proposta ainda determina que a população seja consultada antecipadamente, por meio de referendo.

"Obrigar um ser humano a implantar um chip ou equipamento eletrônico em seu corpo é uma verdadeira afronta ao Estado Democrático de Direito, uma absoluta falta de bom senso, zelo e respeito. Além de ser invasão de privacidade, fere sua intimidade, sua consciência e o seu direito de ir e vir sem ser monitorado", alerta o parlamentar.

Tensão sobre o chip
Estudos foram recentemente encomendados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com relação à possibilidade de reunir todos os dados de útilidade pública - como Carteira de Identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Título de Eleitor e Certificado de Reservista - dos cidadãos brasileiros em apenas um documento. Daí surgiu o temor popular (sobretudo de cristãos) que uma das propostas para colocar isso em prática seria a implantação de chips em humanos.

A instalação de microchip em larga escala nos seres humanos é apontada por diversos cristãos como um dos sinais da chegada do anticristo e seu domínio sobre as nações da Terra.
O procedimento está prestes a se tornar uma realidade na Austrália. Desde 2010, o governo do país está avaliando um plano de usar os pequenos dispositivos em pessoas para tornar o sistema de saúde mais moderno.
A mesma tecnologia também pode ser adotada por alguns países da Europa e pelos Estados Unidos.
Já no Brasil, desde 2015 uma empresa mineira vem realizando implantes de chips em pessoas. Segundo os prestadores desse serviço, a medida poderia ajudar a evitar sequestros, reunir dados pessoais, além de dispensar o uso de chaves ou controles remotos para abrir carros e casas.
Segundo Roberto de Lucena, o cidadão não precisaria implantar um chip no próprio corpo para usufruir de tais facilidades.

“Todas estas informações podem ser contempladas num cartão magnético, por exemplo. Este projeto não é contra a evolução da tecnologia, apenas queremos proteger àqueles que encaram a implantação do chip como invasão de privacidade ou têm outras preocupações”, explica o parlamentar.
O texto da proposta também prevê que, em hipótese alguma, o cidadão sofrerá prejuízo civil, penal, tributário, financeiro ou econômico, por optar pela não implantação do chip. Da mesma forma seria vedada qualquer vantagem para quem optar pela implantação do mecanismo.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA ASSESSORIA DE IMPRENSA

sábado, 19 de novembro de 2016

Irmãs se reencontram após serem adotadas por famílias diferentes: "Deus faz coisas incríveis"

Duas famílias diferentes começaram a frequentam a mesma igreja e se tornaram amigas. Foi quando as filhas adotivas de cada casal se conheceram e descobriram que eram irmãs.

Foi Staci quem pensou primeiro nessa conexão tão profunda entre as meninas. (Foto: Reprodução).
Foi Staci quem pensou primeiro nessa conexão tão profunda entre as meninas. (Foto: Reprodução).
Deus tem sua maneira de fazer as coisas darem certo. Kinley Galbierz e Ellianna Maneage se conheceram por meio de seus pais adotivos, que por acaso são bons amigos e moram em Missouri (EUA). As duas meninas, que são naturais da China, se deram muito bem assim que se viram. Mas essa conexão realmente era mais profunda que uma simples amizade. Seus pais descobriram que elas são, na verdade, meias-irmãs.

"Está além do que você pode compreender", disse Jim Maneage para o canal Fox 2 News. Jim e sua esposa, Staci, viajaram para a China em 2010 para adotar sua filha, Ellianna. "De cara a gente soube que ela seria nossa filha", disse Staci, lembrando-se da primeira reunião que teve com a criança.

A família Maneage frequenta a mesma igreja do casal Steve e Paige Galbierz. Foi lá onde eles se tornaram amigos. As duas famílias logo se deram muito bem, porque eles compartilhavam a mesma experiência de adotar uma criança da China.

O casal Galbierz adotou Kinley de um orfanato localizado em uma cidade diferente da China. Por causa desta conexão, as duas famílias passaram a incentivar a amizade entre suas duas meninas.
Kinley e Ellianna, que agora têm 7 e 10, respectivamente, são completamente inseparáveis. "Elas vão para a mesma escola, elas vão para a mesma igreja, nossas famílias são muito unidas", disse Paige Galbierz.

Forte conexão
Foi Staci quem pensou primeiro nessa conexão tão profunda entre as meninas. A mãe de Elliana não conseguia se livrar da sensação de que as duas estavam ligadas pelo sangue, então ela falou com seu marido para descobrir a verdade.

"Staci me disse: 'Eu quero fazer um teste de DNA com as meninas’", disse Jim. "Eu disse: ‘Que meninas? Ellianna e Kinley?’. Na hora, comecei a pesar na quantidade enorme de pessoas que existem na China”, disse o esposo.

As famílias finalmente concordaram com o teste de DNA. Quando receberam os resultados, ficaram pasmos. Na época, Staci disse: "Eu só tenho que te dizer uma coisa. Os resultados deram certo. As garotas têm 99,9% de certeza que são meias-irmãs".

As famílias ainda não sabem se as meninas são filhas do mesmo pai ou da mesma mãe. Mas uma coisa é certa, Deus realizou seu trabalho por meio desse reencontro.

"Deus faz coisas incríveis em pessoas comuns. Foi Ele quem nos escolheu", disse Paige. "Eu tenho fé que Ele está trabalhando nisso. E agradeço pelo fato de hoje sermos tão unidos em tudo", finalizou.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Billy Graham diz que Jesus não veio ao mundo 'cedo demais': "O tempo de Deus é perfeito"

O evangelista explica se mesmo com todo o avanço das telecomunicações nas últimas décadas, Jesus não precisou destes recursos para ter sua mensagem divulgada no tempo que veio ao mundo.

Billy Graham chega aos 98 anos de idade, com lucidez e um legado evangelístico, que está sendo mantido por seus filhos. (Foto: REUTERS/CHRIS KEANE))
Billy Graham chega aos 98 anos de idade, com lucidez e um legado evangelístico, que está sendo mantido por seus filhos.
 (Foto: REUTERS/CHRIS KEANE))
Jesus deveria ter esperado até agora para vir pela primeira vez à Terra, em vez de fazê-lo há 2.000 anos, considerando que sua mensagem poderia ter alcançado o mundo inteiro com veículos de comunicação, como o rádio, a televisão ou a internet? A resposta do evangelista Billy Graham a essa pergunta é clara: "Não". E ele explica por que acredita que Jesus veio ao mundo no momento certo da História da humanidade.

Milhões de pessoas que viveram desde a vinda de Jesus à Terra nunca teriam tido a oportunidade de ouvir a mensagem de Cristo se Sua vinda tivesse sido adiada, explicou Graham em um texto publicado pelo site da Associação Evangélica Billy Graham, em resposta a uma pergunta enviada a ele por um leitor.

Graham, em seguida, citou Gálatas 4:4, "Mas quando chegou o tempo determinado, Deus enviou seu Filho, nascido de uma mulher", e lembrou aos leitores que os profetas já haviam falado sobre Sua vinda por séculos, no Antigo Testamento.

"O tempo de Deus é sempre perfeito e quando Jesus nasceu, Deus sabia que o mundo estava totalmente preparado para Sua vinda", disse o evangelista, que completou 98 anos no início desse mês.

A maioria das pessoas está ansiosa pela chegada do Natal, embora a festividade ainda esteja a semanas de distância, acrescentou. "No meio de toda a sua ocupação, no entanto, não perca de vista o milagre do primeiro Natal: a vinda de Jesus Cristo, nosso Salvador, ao mundo. Faça dEle o centro do seu Natal e de toda a sua vida".

O evangelista também lembrou que os cristãos devem pedir a Deus para ajudá-los a falar aos outros sobre o Seu amor e Seu poder que transforma vidas.
"Por causa dEle, 'temos esperança como uma âncora para a alma, firme e segura' (Hebreus 6:19)", escreveu.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Grupo extremista muçulmano banido na Europa atua no Brasil

“A Religião Verdadeira” é acusada de ser fachada para recrutar jihadistas

Grupo extremista muçulmano banido na Europa atua no Brasil

O grupo extremista muçulmano “A Religião Verdadeira” foi banido da Alemanha após uma megaoperação policial em várias cidades. Por ordem do governo eles estão banidos do país, acusados de “glorificar o assassinato e o terrorismo” e atuar no recrutamento de jovens para o “Estado Islâmico” (EI).

O Ministério do Interior alemão investigava desde 2011 o líder do grupo, o palestino naturalizado alemão Ibrahim Abou-Nagie. Ele pertence à corrente salafista do Islã, é um movimento ultraconservador dentro do ramo sunita.

Em coletiva de imprensa nesta terça-feira (15), o ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, explicou o banimento do grupo. “Sob o pretexto de promover o Islã, e sob o pretexto de uma distribuição supostamente inofensiva de traduções do Alcorão em zonas de pedestres, mensagens de ódio estavam sendo propagadas e pessoas estavam sendo radicalizadas”, enfatizou.

“A Religião Verdadeira” distribuiu milhares de cópias do Alcorão na Alemanha, onde Abou-Nagie vivia. Nos últimos anos, voluntários do grupo distribuíam exemplares em locais com um cartaz que diziam: “Leia! A verdadeira palavra do teu Senhor!”. Eles estão presentes em 15 países, incluindo França, Reino Unido, Suécia e Áustria.

A mesma técnica está sendo usado pela “Religião Verdadeira” no Brasil, único país da América Latina onde estão ativos. Segundo a Deutsche Welle, principal agência de notícias da Alemanha, Abou-Nagie esteve em julho por aqui. Seu grupo está sediado em Florianópolis, onde ele faz distribuição de Alcorão e literatura islâmica.

A página do grupo no Facebook mostra os voluntários seguindo a mesma estratégia que já colocaram em prática em outros países. Todo o layout dos cartazes, da literatura e das camisetas usadas no Brasil utilizam o mesmo padrão usado por eles na Europa.

Na rede social é possível ver que a campanha mais recente ocorreu no último sábado. Procurado na Alemanha, Abou-Nagie, de 52 anos, aparece participando da distribuição em Florianópolis.

Em um vídeo publicado na página, afirma que nunca havia imaginado que estaria no Brasil promovendo o Islã. Um representante brasileiro aparece em frente a câmera para lembrar que esse tipo de trabalho na Europa fez com que, segundo ele, “cerca de 360 mil pessoas aderissem ao islã após conhecerem a verdade”.


Fonte: noticias.gospelprime.com.br

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Incêndio destrói túmulo do filho do Rei Davi durante ataque, em Jerusalém

Segundo o administrador do Parque de Israel, as chamas causaram danos aos patrimônios históricos. Os túmulos estão entre um conjunto de outros túmulos antigos, na base do Monte das Oliveiras.

Segundo a “Times” de Israel, os incêndios começaram às 16h15 da última sexta-feira (11). (Foto: AFP).
Segundo a “Times” de Israel, os incêndios começaram às 16h15 da última sexta-feira (11). (Foto: AFP).
Dois túmulos antigos ficaram bastante danificados após um ataque em Jerusalém. Os incêndios foram causados na última sexta-feira (11). Os investigadores de Israel não sabem quem ateou fogo no túmulo de Absalão (filho do Rei Davi) no Vale do Cédron, em frente ao Monte do Templo. Outro túmulo atingido foi o de Jeosafá , o quarto rei de Judá que governou durante 25 anos.

Os túmulos estão entre um conjunto de outros túmulos antigos, na base do Monte das Oliveiras. O túmulo de Absalão é identificado tradicionalmente como um monumento à figura bíblica do mesmo nome, embora os arqueólogos acreditam que o local seja do século I antes de Cristo.

Segundo a “Times” de Israel, os incêndios começaram às 16h15 da última sexta-feira (11) e causaram danos consideráveis ​​às estruturas de mais de 2 mil anos.

Assaf Avraham, administrador do Parque de Israel, responsável pelo parque nacional que circunda as muralhas da Cidade Antiga, disse em um comunicado que as chamas "causaram danos aos valores do patrimônio histórico e das gemas arqueológicas de grande valor".

Ele acrescentou: "Vamos agir na medida das nossas capacidades, com a aplicação da lei, incluindo a polícia, para encontrar os responsáveis ​​e trazê-los à justiça", ressaltou. Um porta-voz da polícia se recusou a comentar o caso.

A “Times” de Israel informou que três outros suspeitos de ataques incendiários dirigidos a caminhões municipais de esgoto, também ocorreram em Jerusalém, na noite de sexta-feira. Apesar disso, eles afirmaram que ainda não havia indicação de que houvesse qualquer relação entre os incêndios e o suspeito do ataque aos túmulos antigos.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Homem admite que forjou prova para acusar governador cristão, na Indonésia

Milhares de muçulmanos foram às ruas para pedir a morte do governador cristão de Jacarta. O protesto aconteceu após um vídeo publicado mostrar um suposto discurso do líder com blasfêmias ao povo muçulmano.


Após as alegações, mais de 100 mil muçulmanos protestaram em Jacarta na última sexta-feira (4). (Foto: Reuters).
Após as alegações, mais de 100 mil muçulmanos protestaram em Jacarta na última sexta-feira (4). (Foto: Reuters).

Enquanto milhares de muçulmanos saíram nas ruas de Jacarta, capital da Indonésia, na semana passada para pedir a prisão do governador cristão da cidade, um professor admitiu distorcer suas palavras para levar os muçulmanos a acreditar que ele havia insultado o Alcorão.

Como relatado anteriormente, o governador de Jacarta, Basuki Tjahaja Purnama, o primeiro cristão em mais de 50 anos a ser eleito governador da cidade, foi interrogado pela polícia por quase nove horas, depois de ser acusado de blasfêmia na Indonésia, podendo ser punido com até cinco anos de prisão.

De acordo com a acusação, a suposta blasfêmia teria vindo de um discurso que Purnama havia dito durante uma viagem em setembro. Foi alegado que o governador afirmou que os muçulmanos mentiam quando diziam que eles não poderiam votar em uma pessoa não muçulmana, como indicaria o Alcorão.

Após as alegações, mais de 100 mil muçulmanos protestaram em Jacarta na última sexta-feira (4), com muitos pedindo a prisão de Purnama e alguns exigindo que ele fosse enforcado.

No entanto, Buni Yani, professor de comunicação da London School em Jacarta, que publicou o vídeo da suposta blasfêmia do governador, disse à mídia que ele editou seu vídeo do Facebook para fazer parecer que Purnama estava insultando os muçulmanos e o Alcorão.

Yani foi interrogado pela Polícia Nacional na quinta-feira (10) de manhã. O “Jakarta Globe” relata que o advogado de Yani, Aldwin Rahadian, disse que seu cliente admitiu citar erroneamente o discurso do governador para fazê-lo parecer que ele insultou o povo muçulmano.

Embora a declaração original de Purnama alegasse que os muçulmanos estão sendo enganados por outras pessoas, citando erroneamente o Alcorão, Yani editou sua postagem no Facebook para fazer parecer que o governador estava argumentando que o Alcorão está enganando muçulmanos.

Mesmo que Yani rejeite a alegação de que ele estava atrás da orquestração do protesto, na semana passada em Jacarta, uma petição on-line foi lançada no site “Change.org” que pede uma ação legal contra ele por incitar o protesto, no qual uma pessoa foi morta e vários foram feridos. Mais de 160 mil pessoas já assinaram a petição.

Purnama está lutando para sua reeleição. Uma pesquisa realizada com mais de 440 residentes de Jacarta, entrevistados entre 31 de outubro e 5 de novembro, acredita que sua elegibilidade despencou como resultado das alegações de blasfêmia.

Fonte: http://guiame.com.br/

domingo, 13 de novembro de 2016

Missionária celebra conversão de terroristas que a sequestraram: "Deus escreve boas histórias"

Gracia Burnham acabou perdendo o marido, quando foi resgatada pelo exército filipino, mas afirma que a experiência trouxe grande aprendizado sobre a graça de Deus.

Gracia Burnham (direita), ao lado do marido, no tempo em que estiveram no cativeiro do grupo terrorista Abu Sayyaf. (Foto: graciaburnham)
Gracia Burnham (direita), ao lado do marido, no tempo em que estiveram no cativeiro do grupo terrorista Abu Sayyaf. (Foto: graciaburnham)
"Deus escreve histórias muito boas". A observação veio de Gracia Burnham, uma missionária americana que, juntamente com seu marido Martin e outros 18 cristãos, sofreram uma um episódio de tensão e medo nas mãos do notório grupo terrorista Abu Sayyaf, nas Filipinas que os sequestrou em 2001 e os manteve prisioneiros por um ano na selva da ilha de Mindanao.

O grupo de reféns foi resgatado pelo exército filipino em junho de 2002. No entanto, a tentativa de resgate resultou na morte de seu marido, Martin.

Em declarações à Mission Network News (MNN), Burnham disse que outros milagres aconteceram, desde que ela foi resgatada do cativeiro do grupo Abu Sayyaf, há 14 anos.

"Deus escreve histórias realmente boas, tudo isso pode estar acontecendo nas Filipinas e eu nem sequer sei sobre isso, mas o Senhor me deixou estar em alguma parte dessas histórias, e eu sou muito grata a Ele", disse ela.

Visitando as Filipinas recentemente, ela disse que soube que alguns dos terroristas do Abu Sayyaf que mantinham ela, seu marido e os outros 18 cristãos como prisioneiros, ainda estão detidos em uma prisão de segurança máxima, em Manila.

Um casal de missionários que trabalham na prisão disse então a Burnham que quatro entre aqueles terroristas (agora presos) entregaram suas vidas a Jesus.


Transformação
Por sua parte, Burnham disse que a experiência angustiante mudou sua vida.

"Eu acho que se você perguntasse aos meus filhos, eles diriam que uma mãe diferente saiu daquela selva", disse ela.

"Eu sempre fui uma pessoa realista, 'preto no branco'... Então, de repente, o meu chão caiu e eu me vi no meu ponto mais baixo. Eu me deparei com o meu pecado e o meu ódio por aqueles caras [sequestradores] e isso foi chocante. Então quando eu me vi da maneira que eu realmente era, aprendi sobre a a graça de Deus de uma maneira totalmente nova", contou.

A 'MNN' perguntou a Burnham como sua experiência de vida influenciou seus pensamentos em missões.

"Eu acho que minha filosofia em missões é que você simplesmente ama as pessoas e as convida a conhecer suas circunstâncias. Você lhes conta a sua história e o que Deus fez por você - e como Deus pode trabalhar em seus corações e vidas também", disse Burnham.

Intercessão
Ela disse que tem orado pelos cristãos que trabalham em missões transculturais e correm grandes riscos por isso.

"Oro para que eles [missionários] tenham um lugar para dormir esta noite; para eles tenham um travesseiro para suas cabeças, um cobertor sobre eles para não para não passarem frio, uma xícara de café quente com açúcar - algo que venha a abençoá-los; algum incentivo da Palavra de Deus. Eles precisam das coisas básicas, então minhas orações para elas são muito simples: 'Deus, dê-lhes o que eles precisam hoje, seu pão diário; dê-lhes algo para que possam se apoiar no Senhor e encorajem seus corações. Que eles possam sempre saber: 'Deus está aqui comigo", afirmou.

Fonte: http://guiame.com.br/

sábado, 12 de novembro de 2016

Mais de 75% dos cristãos não sobrevivem à perseguição religiosa na Coreia do Norte

Segundo relatório recente da 'Christian Solidarity Worldwide', cristãos têm sido crucificados, incendiados, pisoteados e até mesmo esmagados com um rolo compressor na Coreia do Norte.


A perseguição religiosa na Coreia do Norte tem sido considerada a mais intensa do mundo. (Foto: libertyinnorthkorea)
A perseguição religiosa na Coreia do Norte tem sido considerada a mais intensa do mundo. (Foto: libertyinnorthkorea)

Grupos de direitos humanos estão relatando novas estatísticas sombrias a respeito da perseguição que as minorias religiosas - incluindo os cristãos - têm sofrido na Coreia do Norte, revelando que mais de 75% das pessoas submetidas a sessões de tortura, à prisões em situações precárias e outras punições não sobrevivem.

A a agência de notícias 'United Press International' (UPI) informou sobre as estatísticas do Centro de Base de Dados para os Direitos Humanos da Coreia do Norte - uma organização sem fins lucrativos da Coreia do Sul - baseadas em depoimentos de desertores, identificando mais de 65.000 casos de perseguição religiosa no país.

Cerca de 99% dos 11.370 desertores entrevistados confirmaram que não há liberdade religiosa sob o governo do ditador Kim Jong-un e que mais de 75% dos cristãos que são punidos dessa forma por causa de sua declaração de fé não sobrevivem.

"A maioria dos norte-coreanos que confessam alguma fé dizem que eles são protestantes ou católicos romanos. Mais de 10% dos entrevistados disseram ser budistas", afirmou o relatório.

"As entrevistas também revelam que menos de 23% das vítimas de perseguição religiosa sobrevivem às punições severas, de acordo com testemunhos dos desertores", acrescentou.

As estatísticas também mostraram que apenas 1,2% dos que fugiram da Coréia do Norte admitiram participar de atividades religiosas secretas, por causa do medo que têm da perseguição.

Perseguição brutal
As organizações 'International Christian Concern', 'Open Doors' (Portas Aertas USA) e 'Christian Solidarity Worldwide' são apenas alguns dos grupos de perseguição que documentaram o terrível tratamento das minorias na Coreia do Norte.

O relatório da 'CSW' sobre o regime norte-coreano divulgado em setembro observou que o governo tortura, mutila e mata cristãos.

O texto acrescentou que alguns dos incidentes documentados contra os cristãos inclui crucificá-los enquanto são incendiados, pisoteá-los ou até esmagá-los com um rolo compressor.

"Uma política de culpa por associação também é aplicada, o que significa que os parentes de cristãos também são detidos, independentemente do fato de eles compartilharam ou não da mesma fé cristã. Mesmo os norte-coreanos que escaparam para a China e que são ou se tornam cristãos, são muitas vezes repatriados e posteriormente presos em um campo de prisioneiros políticos", observou a CSW.

Ditador Kim Jong-un é chamado de "líder supremo" na Coreia do Norte. (Foto: Reuters) 

Como o grupo de vigilância também explicou, a fé é vista como uma grande ameaça para a liderança da Coreia do Norte. Cristãos são muitas vezes acusados ​​de serem "imperialistas" que buscam minar o governo do "líder supremo", como Kim Jong-un é conhecido.

A ICC relata que, embora existam algumas igrejas cristãs na capital da Coreia do Norte, Pyongyang, elas servem mais como "vitrines" para a comunidade internacional, ao invés de serem legítimas casas de culto.

Os cristãos da Coreia do Norte disseram, no entanto, que não estão orando por sua própria liberdade, mas por seus irmãos e irmãs ocidentais que estão sendo tentados pelo dinheiro e pela riqueza material.

"Eles não oram por liberdade e dinheiro, clamam por mais de Cristo e pedem ajuda para serem um espelho de Jesus", disse o Rev. Eric Foley, chefe da organização cristã 'Voz dos Mártires da Coreia', citando sua conversas com coreanos perseguidos.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Ex-morador de rua conta como venceu as drogas e ganhou Hollywood: "Sou um milagre de Deus"

Ted Williams viu sua carreira de sucesso no Rádio ir por água abaixo depois de se entregar ao vício das drogas e ao alcoolismo. Mas afirma que Deus operou um milagre em sua vida.

Ted Williams com seu cartaz que usava para pedir dinheiro nas ruas (à esquerda) e vestido para dar entrevista em um programa de TV (à direita). (Imagem: News One)
Ted Williams com seu cartaz que usava para pedir dinheiro nas ruas (à esquerda) e vestido para dar entrevista em um programa de TV (à direita). (Imagem: News One)
Ted Williams, "O Homem da Voz de Ouro" que cativou a América com sua história de sair dos trapos da mendicância para a fama em 2011, está de volta para compartilhar seu impactante testemunho de vida.

Ele foi o convidado especial da edição de 22 de outubro de 2016, da série de reality shows norte-americana "Oprah: Where Are They Now?" ("Oprah: Onde eles estão agora?").

Em um vídeo publicado pelo programa no YouTube, Williams recordou como ele "deixou de ser um sem-teto para conquistar Hollywood", superando seu vício em drogas, o alcoolismo e saindo da miséria extrema para trabalhar como locutor na equipe do programa "Today", alcançando o sucesso e recuperando sua própria dignidade.

"Quando as pessoas me veem, elas veem um milagre de Deus. Elas também podem ver que Deus está vivo e ainda está operando milagres modernos", contou.

Em um post em sua página no Facebook, no dia seguinte à exibição do programa, Williams disse que ele é "apenas um exemplo de que com a fé do tamanho de uma semente de mostarda, Deus pode restaurar as pessoas de qualquer situação que tenham enfrentado".

Na verdade, Williams tem percorrido um longo caminho, desde que teve uma "segunda chance".

Testemunho
Com um talento e uma voz única, dados por Deus, ele estava trilhando o caminho para uma grande carreira no rádio, quando as drogas e o álcool tiraram sua vida do rumo, levando-o à pobreza extrema forçando-o a viver nas ruas por 20 anos, de acordo com seu próprio depoimento.

Em janeiro 2011, Ted se viu diante de uma grande oportunidade de recomeço, quando o vídeo postado por um desconhecido no YouTube revelou novamente a sua voz notável de locutor. Naquela época, Williams estava pedindo dinheiro nas ruas de Ohio, segurando um cartaz que dizia: "Eu tenho um dom, uma voz dada por Deus. Sou um ex-locutor de rádio que aca caído em tempos difíceis. Qualquer ajuda seria bem-vinda. Obrigado e Deus te abençoe".

Um motorista resolveu gravar um vídeo no qual Ted dava demonstrações de seu talento, simulando vinhetas de rádio e postou as imagens no Youtube.

O vídeo se tornou viral e logo, Williams recebeu a oferta um contrato no valor de 375.000 dólares para lançar um livro com sua história e muitas outras ofertas lucrativas por causa de seu talento como locutor.

No entanto, apenas alguns dias depois que ele se tornou "famoso" nas mídias sociais, Williams voltou não resistiu e teve uma recaída no alcoolismo. Mais uma vez, ele se viu morando na rua, sem dinheiro e "sem esperança" aos olhos de algumas pessoas.

Mas a graça de Deus veio sobre ele mais uma vez quando ele recebeu um convite para participar do programa de sucesso 'Today', na emissora NBC.

"Eu era um sem-teto e me tornei famoso em Hollywood!", Williams exclamou.

Posteriormente, Ted conseguiu comprar seu próprio apartamento. Agora, Williams afirma que realmente virou uma nova página de sua vida. Ele disse que sua missão agora ajudar e alimentar pessoas desabrigadas.

Williams agora está se dedicando a ministração de palestras motivacionais. Ele também começou a estrelar em seu próprio programa de rádio em dias de semana, o "The Golden Voice Show", em Columbus, Ohio.

"Eu sou quase que um garoto propaganda da redenção", disse Ted em uma das edições de seu programa de rádio.


FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Pastores do Brasil comentam a eleição de Trump: "Deus remove e estabelece reis"

Líderes cristãos de diversas denominações, como Hernandes Dias Lopes, Roberto de Lucena e Edson Rebustini comentaram a notícia que está sendo amplamente divulgada nesta quarta-feira (9).

Donald Trump foi eleito presidente pelo Partido Republicano nos Estados Unidos. (Foto: CNN)
Donald Trump foi eleito presidente pelo Partido Republicano nos Estados Unidos. (Foto: CNN)
Nesta quarta-feira (9), o mundo acordou com a notícia (surpreendente para alguns e já esperada por outros) da eleição de Donald Trump como o novo presidente dos Estados Unidos. Além dos norte-americanos e europeus, líderes cristãos de diversos outros países se manifestaram sobre a notícia, incluindo pastores brasileiros.

As pesquisas têm apontado que os evangélicos e também judeus que vivem nos EUA tiveram grande participação na vitória do empresário republicano sobre a democrata Hillary Clinton.

Líderes de diversas denominações, como Roberto de Lucena (O Brasil para Cristo), Carlos Bezerra Jr. (Comunidade da Graça), Edson Rebustini (Igreja Bíblica da Paz), Hernandes Dias Lopes (Igreja Presbiteriana do Brasil) e Geremias Couto (Assembleia de Deus, Teresópolis - RJ) expressaram suas opiniões a respeito da vitória de Trump.

Em uma postagem de sua página no Facebook, Bezerra Jr. se disse "perplexo" diante da eleição do republicano

"Com uma retórica protecionista e alimentando paranoias contra imigrantes e ameaças de terrorismo, a vitória de Trump pode significar um grande baque para o resto do mundo. Ele sempre foi uma incógnita em suas posições sobre política externa e sobre como pretende conduzir a economia dos Estados Unidos", escreveu.

"Se há oito anos, os Estados Unidos elegiam o primeiro negro para a presidência da República, em uma campanha marcada pelo discurso conciliatório, desta vez, o país, rachado, escolheu um homem que abandonou completamente da civilidade política em sua campanha e optou por um discurso racista, misógino, xenófobo e intolerante", acrescentou.

Já o pastor e deputado federal Roberto de Lucena (PV - SP) destacou que a conduta de Trump é "preocupante" e espera que seus "rompantes" sejam freados pelas instituições norte-americanas.

"As posturas e declarações de Trump ao longo de sua vida e durante a corrida eleitoral são preocupantes. Espero que as sólidas instituições nacionais sejam um freio de arrumação nesses rompantes. A eleição do presidente americano reflete diretamente no dia a dia de todos os cidadãos do mundo. Estou certo, no entanto de que ninguém sabe melhor do que os próprios americanos o que é bom para os Estados Unidos. Desejo bênçãos à América!", disse o pastor da Igreja O Brasil para Cristo.
Carlos Bezerra Jr. é deputado estadual pelo PSDB - SP e pastor da Comunidade da Graça, em São Paulo. (Foto: Divulgação)

Deus no controle
Já outros pastores como Hernandes Dias Lopes e Edson Rebustini destacaram que as autoridades chegam a seus postos com a permissão de Deus e que o controle de tudo está nas mãos divinas.
Segundo o pastor presbiteriano e escritor, a vitória de Trump pode ter contrariado as pesquisas e decepcionado muita gente (não apenas nos Estados Unidos), mas é preciso sempre ter em mente a soberania de Deus.

"Ontem, o republicano Donald Trump, contrariando todos as pesquisas, foi eleito 45o presidente dos Estados Unidos da América. Há apreensões e temores em várias partes do mundo sobre algumas de suas posições, especialmente em relação aos imigrantes e a economia global", destacou.

"Em tempos de tanta tensão internacional, precisamos entender que Deus é o soberano que está assentado no trono do universo. Ele tem as rédeas da história em suas poderosas mãos e nenhum dos seus planos pode ser frustrado. Nossos olhos precisam estar fitos nele, pois ele é o nosso refúgio e dele vem o nosso socorro", finalizou.

Rebustini fez coro com o pensamento do Rev. Hernandes. Inicialmente, o pastor da Igreja Bíblica da Paz citou como exemplo, a história do rei Ciro na Bíblia, em Isaías 45, que mesmo "não conhecendo a Deus", foi usado de alguma forma para libertar o povo hebreu do cativeiro da Babilônia e depois destacou que "Deus remove e estabelece reis".

"A princípio a figura dele [Trump] assusta um pouco, mas acredito que nada foge do controle de Deus. Deus remove reis e estabelece reis. Eu me simpatizo com a Hillary, mas infelizmente ela é extremamente liberal e a América está precisando voltar aos princípios da Bíblia", disse.

"Ele [Trump] vai fazê-lo? Não sei, mas ele nomeará inclusive um juiz conservador para a Suprema Corte. Quem sabe aquilo que pode nos assustar venha a nos surpreender? Só Deus sabe. Espero que sim. Deus abençoe a América", finalizou.
Rev. Hernandes Dias Lopes é pastor presbiteriano, diretor da Editora Luz para o Caminho e autor de mais de 100 livros. (Foto: Guiame)

"Um novo Reagan"
Geremias Couto comentou a eleição do novo presidente, destacando a disparidade entre o resultado das eleições e as expectativas da mídia liberal.

"Como é 'dia' de falar de Trump, não fugirei ao tema. Sua vitória revela que a mídia liberal globalizante com sua esquizofrenia está profundamente desconectada da realidade. Hoje ela precisa rever os seus conceitos, pois com o advento das redes virtuais não tem mais o monopólio da informação e nem o poder de manipulá-la", disse.

"O 'mundo real', por incrível que pareça, chega ao povo mais depressa por aqui. Os tempos são outros. Quanto a Trump, ele será, a meu ver, um novo Reagan", encerrou.

FONTE: GUIAME, POR JOÃO NETO